Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

11 dicas para voltar à boa forma após o parto

0

Após o parto , a preocupação de muitas mães é voltar a ter o corpo de antes. Tanto a falta de cuidados com alimentação e atividade física quanto o excesso de exercícios e dietas restritivas podem atrapalhar o processo e causar problemas à saúde.

Para ajudar você a recuperar a forma de maneira saudável, reunimos informações de especialistas, que responderam 11 dúvidas essenciais sobre o assunto.

1. Em quanto tempo, em média, o corpo da mulher volta ao normal depois do parto? Por quê? 

“Durante a gravidez, a mulher sofre uma avalanche hormonal que se restabelece geralmente após seis meses, que é o tempo médio para a volta ao corpo original”, disse a dermatologista Meire Gonzaga, do Femme Laboratório da Mulher. “Não é preciso se desesperar se, no pós-parto imediato, parecer que ainda está grávida de seis meses. Isso é devido à grande retenção de líquidos pelas mudanças hormonais, o útero ainda está distendido e tudo isso se restabelece muito lentamente”, acrescentou Meire.

“Quanto melhor a mulher entrar na gestação e quanto mais saudável tiver sido sua gestação, mais rápido será o retorno do corpo”, comentou a ginecologista Bárbara Murayama, coordenadora da Clínica da Mulher do Hospital 9 de Julho.

2. O tipo de parto interfere nesse tempo para o corpo voltar ao normal?

A recuperação do parto vaginal costuma ser mais rápida, pois a cesárea é uma cirurgia com corte de todas as camadas da barriga, além do próprio útero. Isso causa, em geral, mais desconforto e mais chances de complicações, como infecções, por exemplo, explicou a ginecologista Bárbara. “Mas a maioria das mulheres se sentirá apta a começar caminhadas leves, por exemplo, em torno de 15 dias”, acrescentou.

3. Durante a gravidez, quais cuidados devem ser tomados para conseguir voltar ao corpo de antes depois do parto?

Alimentação balanceada, manutenção do peso, prática de atividades físicas, proteção solar para evitar manchas de hiperpigmentação, ingerir muito líquido (evite bebidas artificiais), usar cremes para hidratação da pele . “Quanto mais idade a mãe tiver, em geral, será mais difícil a recuperação do corpo. A cada gestação, também ficará mais complicado, pois a flacidez da pele tende a ser maior”, comentou a ginecologista Bárbara.

4. Após a gravidez, quais cuidados são necessários?

“A amamentação ajuda muito a perder o peso que ganhou durante a gestação”, disse a ginecologista Bárbara. Alimente-se de maneira balanceada, a cada três horas, sem excessos de sal, gordura e açúcar. Inicie as atividades físicas assim que o médico liberar, começando com caminhadas leves com o bebê no carrinho. “Quanto ao uso de cintas elásticas, o assunto é controverso, mas oriento o uso por três meses após o parto. Drenagem linfática também é útil para ajudar a desinchar mais rápido”, comentou a dermatologista Meire.

O uso da cinta deve ser comentado com o obstetra, para indicar o modelo mais adequado à sua real necessidade.

5. Quais são os principais erros das mulheres durante e após a gravidez que retardam o retorno ao corpo de antes?

Um deles é não se preparar para a gestação. “Sabemos que quanto mais saudável a mulher entrar na gestação, mais saudável será o período. Menos riscos para a saúde dela e do bebê durante e após a gravidez”, disse a ginecologista Bárbara.

Outro erro muito comum é achar que a grávida deve comer por dois. “A gravidez demanda um gasto energético adicional de apenas 300 calorias. Portanto, a mulher não pode comer por dois. Já na amamentação, o gasto passa a aproximadamente 700 calorias”, afirmou a dermatologista Meire.

Há também quem ache que a gestante não pode se exercitar. Deve, sim, colocar o corpo em ação, mas sempre sob orientação profissional, a não ser em situações de risco, em que o médico irá contraindicar a prática.

Abandonar o aleitamento materno também é um erro. “Amamentar é dos atos que mais ajudam a perder peso . O aleitamento ajuda a contração do útero para que ele volte ao tamanho original de antes da gestação”, explicou a ginecologista Bárbara.

6. Depois do parto, muitas mulheres querem apressar o processo para voltar ao corpo de antes e apostam em dietas restritivas e muita atividade física. Quais problemas essa pressa e esses excessos podem causar?

“Depois do parto, o organismo leva pelo menos 40 dias para se recuperar dos efeitos da gestação, a mulher fica debilitada, devido ao próprio parto, a privação de sono por conta dos cuidados com o bebê, ao próprio aleitamento, que literalmente nos suga. Por tudo isso, precisamos nos alimentar bem nessa fase, manter a alimentação balanceada e variada, e começar com atividades físicas aos poucos e sob orientação”, esclareceu a ginecologista Bárbara. A resistência do organismo com todo esse processo fica mais baixa e não se alimentar corretamente e exagerar nos esportes pode piorar ainda mais a situação e facilitar infecções.

A pressa e os excessos também podem prejudicar a amamentação e intensificar a queda de cabelo , como informou a dermatologista Meire. “Durante a gestação, os hormônios deixam as articulações mais frouxas. Por isso, se a mulher decidir virar uma triatleta de uma hora para outra estará sujeita a lesões nos ligamentos”, completou Meire.
7. O exercício físico que se pratica antes e durante a gravidez interfere no corpo depois da gravidez?

Sim. Ao seguir uma rotina regular de atividade física, é possível manter ou evitar uma queda significativa do condicionamento físico, segundo a educadora física Sílvia Santamaria Correa da Fonseca. “Ocorrerá uma propensão maior de evitar a adiposidade e um ganho de peso abrupto. O exercício também evitará ou amenizará dores pélvicas ou lombares e diminuirá a chance de ter depressão pós-parto, mantendo a autoestima elevada”, acrescentou.

8. Durante a gravidez, quais são os melhores tipos de exercícios físicos?

Cada mulher deve ser avaliada individualmente e a prescrição de exercícios deve ser feita com base em seu histórico de atividade física, possíveis doenças existentes e condicionamento físico atual, como informou a educadora física Sílvia.

Em geral, a gestante pode continuar a manter sua rotina de exercícios pré-existente, porém a intensidade, duração e frequência devem ser ajustadas a cada fase da gravidez. “Isso porque ocorrem mudanças endócrinas, cardiovasculares e posturais que devem ser levadas em consideração e analisadas por um profissional”, explicou a educadora física. “Sempre recomendamos que a grávida evite esportes de impacto, como lutas, esportes coletivos e também os com risco de queda, como bicicleta, por exemplo. Caminhadas e esportes em piscina são ótimos”, complementou a ginecologista Bárbara.

9. Após o parto, quando a mulher pode voltar a praticar atividade física e como deve ser essa volta?

A maioria das mulheres pode retomar as atividades físicas por volta de 15 dias depois do parto, com caminhadas leves, que podem ser empurrando o carrinho do bebê ou na esteira. “Mas esse tempo pode variar de acordo com o parto, com situações que tenham ocorrido durante a gestação, com problemas de saúde maternos. Portanto, só o médico da paciente poderá determinar e liberá-la”, alertou a ginecologista Bárbara. Aos poucos, sempre com a liberação do médico, a mulher pode voltar ao que fazia antes.

10. Após a liberação do médico para atividades mais intensas, quais são as dicas para as mulheres retornarem à barriga de antes da gravidez?

Para ter uma barriga bonita, é necessário ter pouca gordura por cima do músculo abdominal e que ele esteja forte para poder aparecer, como explicou a educadora física Sílvia. “Conseguimos isso com um trabalho muscular eficiente e emagrecendo, ou seja, tendo um déficit calórico negativo, gastando mais do que ingerimos. Não adianta fazer milhares de séries de abdominais para alcançar uma barriga bonita. O gasto calórico com esses exercícios é ínfimo. O que mais importa é realizar uma sequência que trabalhe grandes agrupamentos musculares, elevando o gasto calórico durante e após o treino. Para isso, deve-se dar preferência a exercícios multiarticulares, como o agachamento por exemplo.

Não existe uma série ideal para todas as mulheres”, disse a profissional. “Também é importante ressaltar que a mulher não deve sobrecarregar demais seu organismo e diminuir muito a porcentagem de gordura corporal, já que isso pode desencadear a interrupção da produção de leite materno”, finalizou.
11. Para deixar a aparência da barriga bonita, quais outros cuidados são fundamentais?

Use hidratantes para firmar a pele, com D pantenol, vitamina E, óleos vegetais, silícios orgânicos, recomendou a dermatologista Meire. “Existem muitos tratamentos para as estrias e a flacidez, tais como peeling, laser, radiofrequência, microagulhamento, entre outros. Alguns deles podem ser feitos durante a amamentação”, completou a médica.

Comentários
Carregando