Léo Moraes confirma contratação de agentes penitenciários

 

Durante sessão ordinária na manhã desta quarta-feira (17), o deputado Léo Moraes (PTB), em seu primeiro pronunciamento após a retomada das atividades legislativas, deu boas vindas e desejou sucesso e comprometimento aos demais parlamentares e servidores da Assembleia Legislativa.

Léo Moraes disse que seu compromisso com a população em lutar pela demanda coletiva permanece intacto e reforçou que continuará defendendo o lema de sua bandeira que, segundo ele, é servir o próximo.

“Nem sempre teremos a unanimidade a nosso favor, mas com certeza lutaremos sempre pela maioria”, declarou o deputado. O parlamentar destacou o bom trabalho desenvolvido e a postura diferenciada tomada pela atual legislatura que, em sua opinião, tem respondido com dedicação o clamor da população rondoniense.

Léo Moraes chamou de “primeiro pedido de 2016”, direcionado ao governador Confúcio Moura (PMDB), ao destacar a urgência na convocação dos 158 agentes penitenciários que finalizaram o curso de formação em 2015 e aguardam a oficialização da posse.

O parlamentar agradeceu o empenho do governador em relação ao pleito e informou que, de acordo com o chefe do Executivo, ainda nesta semana será publicada a homologação da contratação dos agentes penitenciários no Diário Oficial.

O deputado fez críticas à gestão da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) ao afirmar que representantes da pasta dificilmente atendem telefonemas, comparecem a reuniões e não respeitam prazos para respostas de ofícios referentes a questionamentos e levantamento de informações e esclarecimentos que visam o bom andamento dos trabalhos parlamentares.

“Não se faz uma secretaria com vendas nos olhos ou rancor no coração. Independente de termos um resposta positiva ou não, queremos apenas o respeito de sermos atendidos para que possamos exercer nossa função de forma ágil e efetiva”, concluiu Léo Moraes.

News Reporter
Muryllo F. Bastos é advogado, editor do site e Painel Político. Natural de Vilhena.

Deixe uma resposta