Policiais civis agradecem apoio de Luizinho e aguardam finalização de PCCS

Em reunião com o deputado Luizinho Goebel (PV), com o governador Confúcio Moura (PMDB) e com o secretário de Estado de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), Antônio Carlos Reis, policiais civis de Vilhena agradeceram o apoio do parlamentar pela aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) da Polícia Civil.

Os policiais militares solicitaram novamente o apoio do parlamentar para a finalização do plano. O encontro ocorreu na última segunda-feira (15), na escola Genival Nunes, após solenidade de abertura do ano letivo de 2016.

Os representantes do Sindicato dos Policiais Civis de Rondônia (Sinsepol) em Vilhena reconheceram que desde maio passado o deputado e os demais parlamentares vêm se empenhando na aprovação desse plano, que tem mais uma etapa a ser cumprida, até a sua efetivação em janeiro de 2017.

O plano deverá retornar para apreciação dos deputados, após o estudo de impacto financeiro que o governo do Estado está fazendo, cujo prazo era justamente no último dia 15, porém as secretarias de Finanças e de Planejamento pediram mais tempo para finalizar o estudo.

Os demais itens reivindicados pelos policiais já estão pacificados, segundo os representantes do Sinsepol, como a exigência de nível superior para todos os cargos da categoria, a unificação de todos os vencimentos e a implantação do plano propriamente dito, que, entre outras coisas, prevê a progressão funcional dos servidores.

Após o estudo de impacto financeiro, o PCCS volta para a Assembleia Legislativa para a apreciação dos deputados. Luizinho reafirmou seu apoio ao plano e disse ter a certeza de que os demais deputados também irão apoiar.

“Fui favorável a todos os planos das demais categorias dos servidores públicos do Estado e com a Polícia Civil não será diferente”, garantiu o líder do governo na Assembleia Legislativa.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário