Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

5 dicas de como juntar dinheiro para realizar seus sonhos

0

Confira as nossas dicas de como juntar dinheiro, sem comprometer o seu orçamento

Comprar uma casa, viajar pelo mundo ou montar um negócio próprio? Sonhos não faltam aos brasileiros. O maior desafio está na hora da concretização, quando acabam esbarrando na falta de recursos financeiros ou no excesso de dívidas.

Se você está enfrentando essa situação e, ano após ano, vem deixando as suas metas de vida para trás, confira as dicas do blog GuiaBolso como juntar dinheiro, sem comprometer o seu orçamento!

1. Mude os seus hábitos

Fazer economia exige mudanças de hábitos. E eles não precisam comprometer o que é essencial para o seu bem-estar ou da sua família. Ações simples como pedir descontos em lojas, deixar o carro em casa uma vez na semana, não comer fora todos os finais de semana, tornar o armário mais minimalista ou evitar idas a locais que aumentem a tentação de comprar, como os shoppings, são atitudes que reduzem despesas e, principalmente, dívidas. Tudo isso te ajuda na tarefa de como juntar dinheiro.

2. Anote tudo o que entra (e o que sai)

Falta de organização é um dos principais problemas para quem precisa economizar. Se você sabe quanto está gastando, é mais fácil organizar as contas, cortar despesas desnecessárias e economizar.

Crie o hábito diário de anotar em uma planilha, aplicativo ou gerenciadores online, tudo o que entra na sua conta e em que é gasto esse dinheiro. Divida esses valores em categorias como transporte, aluguel, pagamentos, supermercado, dentre outros.

Com o passar do tempo, você vai começar a perceber como essa organização ajuda a identificar a origem dos seus gastos excessivos e o que pode ser cortado ou substituído por opções mais baratas.

3. Economize para juntar dinheiro

A princípio, essa dica pode parecer óbvia, mas são poucas as pessoas que, de fato, sabem como economizar e como juntar dinheiro. Principalmente quando a palavra “economia” está associada a grandes quantias de dinheiro.

Vamos fazer um pequeno teste: quando você ganha uma bonificação extra, recebe o troco daquele cafezinho ou tem um dinheirinho sobrando na conta no final do mês, como ele é investido? Você compra algo novo ou guarda?

Muitos economistas indicam que você poupe, pelo menos, 10% do seu salário mensal. Nós do Guia Bolso falamos em 15% (Conheça a regra dos 50-15-35). Mas essa realidade nem sempre é possível para pessoas com uma renda mais baixa, com responsabilidades familiares ou para jovens em início de carreira, por exemplo.

Isso não indica uma desvantagem para realizar sonhos. Com algumas dezenas de reais por mês, é possível ir longe. Um pouco mais devagar, mas, ainda assim, você chegará lá.

4. Tenha uma meta bem definida

Antes de fazer uma poupança, é preciso que você tenha um objetivo bem definido sobre como esse dinheiro será investido. Ele ajudará a definir o seu comportamento em relação aos gastos e as suas prioridades.

Por exemplo, se você deseja comprar um carro novo, é preciso ter em mente o valor, se o pagamento será à vista ou financiado, o que você já tem, o que precisa guardar, em quanto tempo e como você pode conseguir esse valor, de acordo com a sua renda atual.

Se isso não for suficiente para te motivar, pense nas vantagens em deixar de depender do transporte público, como ter mais liberdade para se locomover e independência. Esse pensamento ajuda a acionar um lado mais racional e bloquear impulsos antes de realizar gastos desnecessários.

Muitas pessoas não conseguem economizar, porque idealizam um objetivo, mas não traçam metas bem definidas para chegar lá.

5. Encontre formas de investimento

A depender dos seus objetivos, é preciso encontrar uma forma certa de como juntar dinheiro — ou multiplicá-lo. Pessoas que desejam adquirir algo a curto prazo precisam investir mais dinheiro em algo rentável, como um novo negócio ou um imóvel. Nesse caso, obter rendimentos com uma Letra de Crédito Imobiliário é uma das opções mais indicadas.

Mas, para quem quer começar com quantias pequenas — e preza pela segurança —, as melhores alternativas ainda são os títulos do Tesouro Direto, onde você pode investir com apenas R$ 30, e fundos de renda fixa.

Comentários
Carregando