fbpx
5 mitos da fotografia desmitificados

Existe um site denominado como Hyperphocal que possui um artigo muito interessante sobre mitos da fotografia desmitificados. O site dicasdeFotografias resolveu fazer um breve resumo sobre o assunto e publicou com o intuito de desmitificar os mitos das fotografias.

Confira:

Qualquer pessoa com câmera e lentes enormes sabe o que está fazendo

Mentira. Existem muitas pessoas com câmeras enormes que, de fato, sabem o que estão fazendo. Mas normalmente aquelas que fazem questão de contar sobre o modelo ultra moderno que possuem e desfilar com a câmera no pescoço “se achando” são as que têm apenas o equipamento para justificar que são fotógrafos.

Conheci muita gente que tinha uma dessas câmeras enormes e sempre deixava no “automático”. Ou seja: não sabiamesmo o que estava fazendo.

Aliás, não vamos julgar as pessoas pela câmera que ela tem na mão. Nunca sabemos se aquela pessoa que está com uma compactazinha não é um mestre da fotografia que só resolveu carregar pouco peso para ir no parque.

Canon é melhor que Nikon, ou Nikon é melhor que Canon

Bobagem. Essa discussão é tão relevante quanto Coca Cola versus Pepsi. É muito irritante quando uma pessoa diz: “Ah, eu uso tal marca porque é melhor”. Não é melhor! Talvez seja mais conveniente para você usar essa marca. Talvez seja mais barato. Talvez você já tem os acessórios que a complementam e talvez você tenha seguido a marca que seus mestres usam.  Mas não é simplesmente “melhor”.

Quanto mais Megapixels, melhor é a câmera

Esse é um mito dos grandes. Pouca gente sabe, mas o que importa realmente em uma câmera para uma boa qualidade na fotografia é a qualidade e o tamanho do sensor. O sensor das câmeras digitais funciona fazendo o papel do filme das analógicas. É ele que recebe as informações de fora da câmera e transforma aquilo em foto.

tamanhos-de-sensores

Acima uma imagem comparando o tamanho do sensor das câmeras mais comuns. Deu para perceber por que as suas fotos com a compacta digital nunca ficam tão boas quanto ficavam com as compactas de filme?

Uma câmera dessas de Polishop com 30Mp não chega nem perto da qualidade de uma boa Reflex com 6.2Mp e isso acontece porque o sensor das compactas são pequenos e simples, então o resultado é uma imagem enorme mas com qualidade baixa.

Tudo pode ser arrumado no Photoshop

Não conte com isso. Eu comecei na fotografia com a pós-produção, então admito que sei que é possível melhorar muitas fotos no Photoshop ou no Lightroom. Mas sempre, sempre, sempre falei para meus alunos que queriam melhorar suas fotos aprendendo Photoshop: ele não é santo milagreiro – as boas fotos já saem da câmera boas.

O Photoshop não pode transformar uma foto mal tirada em uma foto maravilhosa. Ele pode fazer uma foto mediana ficar interessante. Pode até fazer uma foto interessante ficar bonita. Mas somente uma foto realmente boa pode ficar espetacular graças ao aplicativo.

Todo o trabalho para uma boa imagem deve ser feita na hora do manuseio da câmera, Photoshop e derivados somente para pequenas modificações ou emergências =)

Não vou conseguir tirar fotos legais sem X

Claro que podeX pode ser qualquer coisa. Um flash? Utilize uma lanterna! Uma SLR? Use uma compacta! Um tripé? Se apoie firme em algo! Uma câmera? Faz uma com latinha de leite Ninho!

Talvez para fazer fotos específicas você precise de um certo equipamento. Mas isso somente se precisar de um resultado programado. Já cansei de ver fotos maravilhosas tiradas com iluminação improvisada, câmeras simples e condições precárias. Aprenda a improvisar e você vai ver que vai conseguir tirar fotos cada vez melhores.

E, digo mais, quando você tiver todo esse equipamento que quer, vai ter experiência para fazer fotos muito, mas muito melhores mesmo!

Fonte: Dicasdefotografia.com.br

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta