Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

5 smartphones que foram feitos para aguentar muita porrada

0

Os celulares evoluíram muito. Com a presença de telas cada vez maiores, carcaças mais leves e componentes mais frágeis, diversos produtos acabaram caindo no conceito de resistência que muitos consumidores tanto prezam.

Não é raro encontrar uma ou outra pessoa brincando sobre essa questão, alegando que alguns aparelhos mais antigos eram tão resistentes que, ao cair no chão, eles ficavam intactos e o piso sofria sérios danos.

A resistência dos smartphones nem sempre é o foco das fabricantes, ainda mais que a redução de peso e das dimensões é uma meta importante. Todavia, há alguns modelos que são feitos para aguentar muita porrada. Recentemente, mostramos um celular da Caterpillar que vem preparado para situações adversas, mas que não é muito inteligente.

Pensando em você que vive uma vida de aventuras, hoje vamos mostrar alguns smartphones (sim, eles são robustos e rodam Android) que são ideais para quem é desleixado e gostaria de ter um celular capaz de sobreviver na água, em temperaturas elevadas e em outras condições extremas.

Durrocomm Conquest

Especialista em celulares e tablets de alta resistência, a Durrocomm trabalha em tecnologias que possam garantir segurança e confiabilidade para as mais diversas situações. Apesar de focar na qualidade física, a fabricante sempre busca atender às principais necessidades dos consumidores mais aventureiros.

5 smartphones que foram feitos para aguentar muita porrada

(Fonte da imagem: Divulgação/Durrocomm)

O Conquest é um smartphone que tem tela generosa, vem com sistema Android e tem o certificado IP68 (avaliação de proteção) que garante resistência contra água e poeira. Além de contar com materiais de alta qualidade, esse dispositivo tem uma almofada de silicone nas bordas que proporciona maior durabilidade. O preço no site da fabricante é de quase R$ 1.200.

  • Sistema: Android 4.0
  • Tela: 4,5”
  • Processador: Qualcomm dual-core
  • Câmeras: 8 MP (principal) e 0,3 MP (frontal)
  • Armazenamento: espaço para cartão micro SD de até 32 GB
  • Conectividade: 3G, WiFi e Bluetooth
  • Função extra: rádio FM
  • Dual-chip: sim
  • Bateria: 2.000 mAh
  • Resistência: água e poeira (certificado pela IP68)

Kyocera Torque

A Kyocera já tem experiência no mercado de celulares, mas pouca gente conhece o lado mais durão da companhia. O Torque é um dos aparelhos mais robustos do mercado, sendo certificado pela IP67 e pelo padrão militar 810G.

5 smartphones que foram feitos para aguentar muita porrada

(Fonte da imagem: Divulgação/Kyocera)

De acordo com as informações da fabricante, esse aparelho é preparado para resistir a poeira, choques, vibrações, temperaturas extremas, chuvas, baixa pressão, radiação solar, névoa salina, umidade e imersão em 1 metro d’água por até 30 minutos. Ele custa aproximadamente R$ 850.

  • Sistema: Android 4.0
  • Tela: IPS de 4” (800×480 pixels)
  • Processador: Qualcomm MSM8960 dual-core de 1,2 GHz
  • Câmeras: 5 MP (principal) e 1,3 MP (frontal)
  • Armazenamento: 4 GB e espaço para cartão micro SD de até 32 GB
  • Conectividade: 4G, WiFi e Bluetooth
  • Bateria: 2.500 mAh
  • Autonomia de bateria: até 18,9 horas de conversação
  • Resistência: água e poeira (IP67) e vibrações, temperaturas extremas, chuvas, baixa pressão e radiação solar (810G)

CASIO G’zOne Commando 4G LTE

Assim como a Kyocera, a CASIO aposta no padrão militar (810G) para oferecer a mais alta resistência a todos os tipos de acidentes. Com Android bem recente e configuração de hardware poderosa, o CASIO G’zOne Commando promete bons resultados para todas as tarefas.

5 smartphones que foram feitos para aguentar muita porrada

(Fonte da imagem: Reprodução/Android Guys)

Ele tem um processador com clock elevado e mais espaço para armazenamento. Infelizmente, a bateria deixa um pouco a desejar, mas ele vem com alto-falantes de alta potência que possibilitam a conversação até mesmo em ambientes muito barulhentos. Atualmente, este smartphone custa pouco mais de R$ 960.

  • Sistema: Android 4.1
  • Tela: TFT de 4” (800×480 pixels)
  • Processador: Qualcomm MSM8960 dual-core de 1,5 GHz
  • Câmeras: 8 MP (principal) e 1,3 MP (frontal)
  • Armazenamento: 16 GB e espaço para cartão micro SD de até 64 GB
  • Conectividade: 4G, WiFi e Bluetooth
  • Bateria: 1.800 mAh
  • Extra: dois alto-falantes frontais
  • Resistência: imersão, choques, vibrações, temperaturas extremas, chuvas, baixa pressão e radiação solar (810G)

NEC Terrain

Com especificações similares às do smartphone da CASIO, este produto da NEC promete resistência em quase todos os tipos de adversidades e boa qualidade em conversação mesmo em ambientes com muito ruído.

O sistema operacional do Terrain não é o mais recente e a tela não é muito grande. Entretanto, o aparelho pretende conquistar o público que não dispensa o bom e velho teclado físico. Vendido atualmente pela AT&T, o preço passa um pouco dos mil reais.

  • Sistema: Android 4.0
  • Tela: 3,1” (640×480 pixels)
  • Processador: Qualcomm MSM8960 dual-core de 1,5 GHz
  • Câmeras: 8 MP (principal) e 1,3 MP (frontal)
  • Armazenamento: 8 GB e espaço para cartão micro SD de até 32 GB
  • Conectividade: 4G, WiFi e Bluetooth
  • Bateria: 1.900 mAh
  • Autonomia de bateria: até 10 horas de conversação
  • Extra: dois alto-falantes frontais
  • Resistência: água e poeira (IP67) e imersão, choques, vibrações, temperaturas extremas, chuvas, baixa pressão e radiação solar (810G)

Caterpillar B15

Para fechar nossa lista, temos um smartphone da Caterpillar. Pois é, a empresa especialista em tratores e maquinários pesados tem um setor especializado em gadgets para pessoas que trabalham em obras e ambientes inusitados. O modelo B15 segue os padrões de resistência dos demais smartphones deste artigo e vem com Android 4.1.

5 smartphones que foram feitos para aguentar muita porrada

(Fonte da imagem: Divulgação/Caterpillar)

Apesar de ser robusto, o celular da Caterpillar não é tão poderoso. O processador é bom, mas ele tem pouca memória RAM (apenas 512 MB) e a câmera frontal é bem limitada. Ele não é compatível com redes 4G e tem pouco espaço de armazenamento. O preço fica próximo dos R$ 840.

  • Sistema: Android 4.1
  • Tela: 4” (480×800 pixels)
  • Processador: Media Tek MT6577 dual-core de 1 GHz
  • Câmeras: 5 MP (principal) e VGA (frontal)
  • Armazenamento: 4 GB e espaço para cartão micro SD de até 32 GB
  • Conectividade: 3G, WiFi e Bluetooth
  • Bateria: 2.000 mAh
  • Autonomia de bateria: até 16 horas de conversação
  • Extra: dois alto-falantes frontais
  • Resistência: água e poeira (IP67) e imersão, choques, vibrações, temperaturas extremas, chuvas, baixa pressão e radiação solar (810G)

Nenhum aparelho é perfeito

Como você pode ver, os smartphones mais durões não são tão poderosos quanto os gadgets das marcas mais populares, assim como os celulares com hardware aprimorado não são muito resistentes. A verdade é que cada modelo tem sua aplicação.

As fabricantes mais conhecidas (Samsung, Apple, LG e outras) supõem que um consumidor comum não necessita de tanta resistência, visto que ele não trabalha em ambientes úmidos e não será tão descuidado.

A Caterpillar e as demais empresas focadas neste mercado de aparelhos robustos pensam que aqueles que trabalham em condições adversas não necessitam de um processador quad-core e muitas “frescuras”, visto que a comunicação é a função mais essencial.

Vale notar que os modelos aqui apresentados são apenas alguns dos tantos disponíveis no mercado.

Comentários
Carregando