Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

59,1 milhões de brasileiros estão no cadastro de devedores; maioria é do norte

0

Apesar do Nordeste ter apresentado o maior aumento de novos inadimplentes, é a região Norte que detém, proporcionalmente, a maior população de consumidores inadimplentes

Cerca de 59,1 milhões de pessoas físicas terminaram o primeiro semestre de 2016 inscritas em cadastro de devedores, segundo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). No mês de maio, esse número era um pouco maior, estimado em 59,25 milhões. Este número indica 39,76% da população com idade entre 18 e 95 anos.

De acordo com um balanço do semestre, mais de dois milhões de brasileiros passaram a fazer parte das listas de inadimplentes somente no ano de 2016, já que em dezembro de 2015 estimava-se um total de 57,1 milhões da população com restrição do crédito, informa o R7.

3,21% foi o aumento no volume de consumidores com contas em atraso em junho, mês do encerramento do primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo mês de 2015. Significa a menor expansão do número de devedores para os meses de junho verificado nos últimos seis anos, início da série histórica revisada.

As variações positivas haviam sido de 5,22% (2015), 5,84% (2014), 4,70% (2013), 7,32% (2012) e 6,58% (2011) nos anos anteriores. O indicador não considera a região sudeste devido a entrada em vigor da Lei Estadual nº 15.659, conhecida como ‘Lei do AR’, que dificulta a negativação de inadimplentes em São Paulo.

É na faixa etária entre 30 e 39 anos que se observa a maior incidência de brasileiros negativados: mais da metade da população compreendida nesta faixa etária (50,19%) terminou o último semestre com o nome inscrito em alguma lista de devedores, totalizando aproximadamente 17,0 milhões de inadimplentes em número absoluto.

Ainda ressalta-se que quase metade da população com idade entre 25 e 29 anos (48,58%) está negativada, totalizando 8,3 milhões de consumidores com contas em atraso. Entre os mais jovens, com idade de 18 a 24 anos, a proporção cai para 22,14% – em número absoluto, são 5,29 milhões de inadimplentes. Na população idosa, considerando-se a faixa etária entre 65 a 84 anos, a proporção é de 28,89%, o que representa, em termos absolutos, 4,39 milhões de pessoas que não conseguem honrar seus compromissos financeiros.

Repetindo o comportamento de meses anteriores, a região Nordeste continua na liderança da variação do número de devedores: a alta em junho foi de 5,04% na base anual de comparação. Na sequência vem a região Norte (2,44%) e Sul (1,60%). Na outra ponta, a região Centro-Oeste mostrou a menor alta entre as regiões pesquisadas, com crescimento de 0,81% em relação ao ano passado.

Mesmo que o Nordeste apresente o maior aumento de novos inadimplentes, é a região Norte que detém, proporcionalmente, a maior população de consumidores inadimplentes: são 5,32 milhões de pessoas com contas em atraso, o que representa 46,43% da população adulta desta região.

Comentários
Carregando