Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

A Dieta Atkins

0

A dieta que vem ganhando adeptos no Brasil, a dieta Atkins é basicamente composta de proteínas e gorduras. Nela são proibidos os açucares e carboidratos refinados. A proposta é fazer com que a pouca ingestão de carboidratos iniba a produção exagerada de insulina – que é um hormônio produzido pelo pâncreas. A função da insulina é promover a entrada da glicose na célula para ser usada como fonte de energia. Quando há glicose em excesso na corrente sanguínea, a insulina faz com que esse excesso seja armazenado em forma de gordura.

Quando da ausência de carboidratos, em 48 horas seu corpo entra em CETOSE que é uma condição benigna que surge quando as reservas de gordura do organismo estão sendo utilizadas para produção de energia. Não confunda com a cetoacidose diabética.
A dieta consiste em quatro fases e na primeira delas (que dura 14 dias) o consumo permitido de carboidratos é até 20g. Nas fases posteriores essa quantidade aumenta gradativamente até um nível no qual você nem emagreça nem engorde, obtendo assim, a manutenção do peso.

O Dr. Atkins sugere que as fontes de carboidratos sejam vegetais, grãos, cereais e frutas. Nunca os açúcares simples e as farinhas refinadas.

Antes de começar a dieta:

Suspenda todos os medicamentos desnecessários.
Faça um check up médico, de maneira a determinar seu estado geral de saúde – e saber como está em matéria de níveis de colesterol, triglicerídeos, glicose, insulina e ácido úrico, antes de iniciar a dieta. Os resultados desses testes, com freqüência mudam spetacularmente com a mudança de dieta. Uma vez que esses níveis são o centro da controvérsia sobre o que constitui uma dieta sadia, você talvez se arrependa de não ter um nível “antes” para comparar com “depois”. Pese-se e tire medidas de braços, pernas, abdômen e tórax.

Medicamentos:

É bem grande a lista de medicamentos que inibem a perda de peso. Se estiver tomando um ou mais deles, vai ficar decepcionado com os resultados da dieta. Há também alguns que se combinam com essa dieta para produzir uma overdose perigosa. Diuréticos – (a dieta em si, já é diurético potente) e os medicamentos contra o diabetes, incluindo a insulina. As necessidades de insulina mudam invariavelmente com esta dieta. Se você se inclui em uma dessas categorias, vai se beneficiar mais do que a maioria das pessoas.

Dieta de Indução de 14 dias

“Catorze dias de alimentação sadia, saborosa, sem fome, começarão a acabar rapidamente com aqueles quilos extras e lhe mostrarão os primeiros contornos de um novo você. E será um” você mais esbelto, mais energético, menos ansioso. Seja bem–vindo a um mundo inteiramente novo.”(Dr Atkins)”.

Leia com atenção estas regras e depois confira abaixo a lista de alimentos permitidos.

A dieta não deve contar com mais de 20g de carboidratos por dia. No caso da maioria das pessoas, a indução da cetose/lipólise pode ser conseguida com esse consumo, que permite, aproximadamente, 3 xícaras de verduras (frouxamente arrumadas, não compactas) ou 2 xícaras de salada comum, mais 2/3 de xícara de verduras cozidas na categoria abaixo de 10% de carboidratos.

Você não está mais numa dieta quantitativa. Por isso mesmo deve ajustar a quantidade ao apetite. Quando estiver com fome, coma o volume que o deixe satisfeito, sem se sentir empanturrado.

Está, contudo, em uma dieta qualitativa. Isso significa que se o alimento não está na dieta, não deve absolutamente ingeri-lo. A racionalização “só esse pouquinho não vai fazer mal” é o beijo da morte nesta dieta. Viciados vão descobrir que esta regra constrói rapidamente caráter.

A dieta consistirá de proteínas puras (não muitas delas existentes na natureza, contudo) gorduras puras (isto significa que manteiga, azeite de oliva e maionese são permitidos) e combinações de proteína e gordura (esta é a viga mestra da dieta). Nela NÃO estão alimentos que são proteína-e-carboidrato e gordura-e-carboidrato, porque os carboidratos estão fora desta dieta.

Utilizando uma tabela de contagem de gramas de carboidratos, podemos descobrir outras combinações que totalizam menos de 20g dos mesmos. Podemos usar alimentos como nozes, sementes, azeitonas, abacate, queijos, creme de leite, limão e suco de lima e alimentos de dieta com baixo teor de carboidratos. Mas não suponha que esses alimentos têm baixo teor, a menos que conheça com absoluta certeza o conteúdo de carboidrato na porção que está comendo. Para tanto, verifique sempre as tabelas nutricionais nas embalagens dos alimentos.

Esteja pronto para a mudança metabólica.

Se você sentir alguma sensação desagradável, como por exemplo, cansaço no 2º ou 3º dia da dieta (raramente acontece) é devido à perda de peso muito rápida. Isto pode ser facilmente corrigido aumentando a ingestão de sal e potássio.
Nesse período o velho combustível, o carboidrato está se esgotando.

Entre o 3º e 4º dia, o glicogênio está sendo usado (a grande e esperada mudança metabólica), e a gordura armazenada começa ser usada como energia.

É nesse ponto que você notará a incrível sensação de bem estar e ausência de fome.
O mais difícil na 1ª semana da dieta é não estar familiarizada com ela.

Se ocorrer uma leve prisão de ventre na 1ª semana é devido às mudanças alimentares e falta de resíduo. Isso normaliza na 2ª semana. Use farelo de trigo, que é fibra, e que garantirá o funcionamento dos intestinos, sem irritá-lo, portanto sem cólicas.

ALIMENTOS PERMITIDOS

CARNES
Boi, Carneiro, Porco (bacon, presunto, lingüiça, torresmo, pernil, bisteca, costelinha, etc.)

PEIXES
Atum, Salmão, Linguado, Truta, Pescada, Tainha, Bagre, Sardinha, Congrio, etc.

AVES
Frango, Peru, Pato, Ganso, Codorna.

CRUSTÁCEOS
Ostras, Mexilhão, Mariscos, Camarão, Lagosta.

OVOS
Galinha, Pata, Codorna, etc.

CARNE DE ÓRGÃOS (ATENÇÃO)

Miúdos apresentam uma contagem pequena de carboidratos e podem ser consumidos com moderação.

QUEIJOS PERMITIDOS

No processo de fabricação do queijo, quase toda a lactose do leite se fermenta. O que sobra é proteína e gordura. Certifique-se de que não foram acrescentados carboidratos na fabricação através das tabelas nutricionais na embalagem. Permitidos todos os queijos curados e frescos, de leite de vaca e cabra. Todos, porém, contém algum carboidrato e as quantidades são determinadas por esse fato. Nada de queijo de dieta, queijos pastosos e queijos feitos de soro de leite (Minas Frescal, Ricota e Cottage). Os que já tiveram infecção comprovada provocada por leveduras, alergia a produtos lácteos ou intolerância a queijos devem evita-los. Tampouco são permitidos produtos que imitam queijo, como o requeijão de copo.

Alguns queijos que podem ser usados:

Cheddar (25g) 1carbo, Suíço (25g) 1carbo, Americano (25g) 1carbo, Cammenbert(25g) 1carbo, Feta (25g) 1carbo, Muenster (25g) 1carbo, Provolone (25g) 1carbo, Mussarela (50g) 1carbo, Prato (50g) 1carbo, Parmesão (25g) 1carbo.

VERDURAS

Alface, Alface romana, Escarola, Rúcula, Endívia, Radichio, Chicória, Azedinha, Mache, Cebolinha, Salsa, Pepino, Rabanete, Funcho, Pimentas, Brotos de alfafa, Cogumelos, Erva-moura, Azeitonas

ERVAS
Endro, tomilho, manjericão, rosmarinho, orégano

VERDURAS COM 10% OU MENOS DE CARBOIDRATOS

Aspargos, Ruibarbo, Cebolinha Verde, Brotos de Feijão, Castanha-d’água, Repolho, Folhas de beterraba, Couve-flor, Acelga, Berinjela, Couve, Couve-rabano, Tomate, Cebola, Alho Poró, Espinafre, Abóbora, Abobrinha, Quiabo, Abóbora-moranga, Nabo, Abacate, Broto de bambu, Vagem de ervilha de neve, Chucrute, Couve, Folhas de dente de leão, Brócolis, Abóbora espaguete, Raiz de aipo.

GUARNIÇÕES PARA SALADA

Bacon Tostado esfarelado, Queijo picado, Gema cozida e picada, Creme azedo, Cogumelos fritos.

ESPECIARIAS

Todas a gosto. Mas certifique-se de que nelas não há açúcar.

TIRA-GOSTOS E ANTEPASTOS

Galantina, Queijo tipo parmesão, Coxinhas de galinha assadas, Ovos a La Diable, Almôndegas, Patê, Sardinha. Salsichas tipo coquetel, Camarão.
Confira sempre as tabelas nutricionais nas embalagens dos alimentos e certifique-se de que não há açúcar escondido.

BEBIDAS

Água, Água mineral, Água de fonte, Água Seltzer com sabor (sem calorias)
Café ou chá, Refrigerante diet: Guaraná Antártica Diet, Sprite Diet, Tônica Diet, Coca-Cola Light, Café, Chá de ervas gelado com adoçante, Club soda, Chá de ervas (não pode cevada, tâmara, figo, açúcar, etc), Bebidas a base de grãos (cevada), substitutas do café não são permitidas.
Pó sem carboidrato para bebidas com sabor de frutas. Leia a tabela nutricional na embalagem e certifique-se de que não há açúcar na composição.
Creme de leite de lata possui 1 g de carboidrato para cada colher de sopa. O creme de leite fresco tem quase 0 de carboidrato.

GORDURAS E ÓLEOS

Numerosos tipos de gorduras, especialmente certos óleos são essenciais a boa nutrição. Inclua uma fonte de AGL (ácido gama-linolênico), e os óleos que contém Omega-3 (EPA, óleo de salmão, óleo de linhaça) são valiosos.
São permitidos todos os óleos vegetais. Os melhores são canola, nozes, soja, gergelim, girassol, açafrão, especialmente se tem no rotulo “prensado a frio”.
MANTEIGA é permitida. Margarina NÃO.
MAIONESE também é permitida, a menos que você seja alérgico.
A gordura contida nas carnes ou nas aves é permitida.
Para tempero de salada use óleo e vinagre, suco de limão e especiarias. Queijo ralado, ovos picados, bacon e torresmo de porco podem ser acrescentados.

ERROS COMUNS A EVITAR

Note que a dieta de 14 dias NÃO contém frutas, pão, cereais, verduras ricas em amido, e outros produtos lácteos que não o queijo, creme de leite, ou manteiga.

Evite produtos dietéticos, a menos que contenham especificamente no rótulo a garantia “Isento de Carboidratos”. A maioria dos alimentos dietéticos destina-se a dietas com restrição a gordura e não a carboidratos.

O aviso “Não Contém Açúcar” é insuficiente. O produto precisa informar qual o conteúdo de carboidrato, e é por essa informação que você deve se orientar.

Numerosos produtos em que você não pensa normalmente como alimentos, como goma de mascar, xarope e comprimidos para tosse, estão cheios de açúcar ou outros adoçantes calóricos devem ser evitados.

VEJA ABAIXO UMA SUGESTÃO DE CARDÁPIO TÍPICO DE INDUÇÃO
Café da Manhã
Omelete de Presunto e queijo
Ovos Mexidos com bacon
Rolinhos de queijo e presunto
Conte 1 carbo para cada 50gr de queijo e 1 carbo para cada 25gr de presunto.

Almoço
Salada do Chef, com 50gr de presunto em cubos, frango desfiado, 50 gr de queijo em cubos e ovos cozidos cortados em cubos, coberta com maionese numa cama de folhas verdes.
Carnes a vontade

Jantar
Deve conter seus pratos prediletos ricos em proteínas – costela bovina, costeleta de carneiro, peixe,, frango assado, filet mignon, lagosta na manteiga, grelhados de frutos do mar, mais uma salada.
Você pode iniciar com um tira-gosto, Camarões, lingüiça assada, picanha fatiada, queijo forte em cubos, etc.

Sobremesa
Gelatina dietética com creme de leite batido grosso com adoçante dietético (chantily).
CONSIDERAÇÕES:

Proibido comer qualquer espécie de carboidrato (hidrato de carbono ou sacarídeo), para que dentro de 48 horas o seu corpo entre em CETOSE.
Seu corpo começa a usar as reservas de gordura, inclusive aquelas presas nas artérias, como fonte de energia. Se houver a ingestão de alimentos que contenham carboidrato, você deverá voltar ao início.

No início, até entrar em CETOSE (antes de completar 48 horas), você irá sentir fome, não podendo deixar de comer. Não passe fome. Coma a quantidade de proteína que o deixe satisfeito sem que se sinta empanturrado.

ALIMENTOS PROIBIDOS:

CEREAIS: arroz, farinha de trigo, milho, etc…
LEGUMES: feijão, grão-de-bico, lentilha, ervilha, amendoim (torrado).
FRUTAS: durante a Indução todas são proibidas. Após a indução poderá usar melão, morango e abacate.
TUBÉRCULOS: batata, batata-doce, batata salsa, mandioca, cenoura, beterraba, etc.
AÇUCARES: sacarose (açúcar da cana ou beterraba), glicose (uva), lactose (leite), maltose (malte), frutose ou levulose (frutas).

OUTROS: Biscoitos, farinha e seus derivados, mel, melado, geléia real, cerveja, lêvedo de cerveja, apresuntado, amidos (maisena), macarrão, doce, iogurte, pudim, tudo que contenha açúcar e frutas, achocolatados (Nescau, Toddy, etc.). Evite enlatados, por conterem conservantes, salaminho, salsicha, conservas, sagu, salgadinhos de festa, tortas, etc.

ÁLCOOL: Durante a Indução é proibido. O álcool diminui a velocidade com que você queima gordura. Você deixa de queimar gordura enquanto o organismo estiver queimando o álcool. Os destilados, em geral, têm contagem de carbos igual a zero, pois possuem baixo impacto na glicemia. No entanto, isso não quer dizer que o álcool não é metabolizado. O organismo tem a capacidade de converter o álcool em energia útil e passa a utilizá-la no lugar da gordura. A tendência é “atrasar” o emagrecimento em alguns dias.

QUEIJOS: Aqueles fabricados a partir do soro do leite: Ricota e Minas Frescal.

LEITE: O leite tem como um de seus componentes um açúcar chamado lactose, portanto proibido para nós. Para o café você pode usar creme de leite ou chantily.

Dieta de Perda de Peso contínuo (PPC) – Após os 14 dias de Indução

Após ler esta fase, confira abaixo os alimentos que você poderá acrescentar ao seu cardápio. Se o objetivo é alcançar o peso desejado, mantê-lo para o resto de sua vida, como uma pessoa feliz e saudável, então vamos aprender a fazer a dieta PPC.

Verifique seus níveis:

Verifique a sua perda de peso dos primeiros 14 dias, de acordo com a tabela abaixo, para que possa ter uma noção do seu grau de resistência metabólica.

Perda de peso em 3 níveis de obesidade, durante as 2ª semanas de dieta

Graus de resistência metabólica em homens

Quilos a perder   –   Alta   –   Média   –   Baixa
Menos de 10 Kg         2              3                  4
De 10 a 25 Kg              3            4,5               6
Mais de 25 Kg             4              6                 8
Graus de resistência metabólica em mulheres

Quilos a perder   –   Alta   –   Média   –   Baixa
Menos de 10 Kg         1               2                  3
De 10 a 25 Kg             1,5           3                  4,5
Mais de 25 Kg            2               4                   6

Já se localizou ? Então, agora vamos para sua dieta de Perda Peso Contínuo (PPC).

Na dieta de indução se você estava consumindo de 15 a 20g de carboidratos por dia e seu corpo entrou em cetose e perdeu peso com facilidade, seu grau de resistência metabólica varia de médio a baixo. Se você perdeu pouco peso, obviamente seu grau de resistência metabólica é mais alto. Não desanime, porque mesmo assim você vai entrar em uma fase mais liberal de consumo de carboidratos.

Será de acordo com seu grau de resistência metabólica e a sua capacidade individual para continuar a perder peso. Isso quer dizer, seu Nível Crítico de Carboidrato para Perder Peso (NCCPP)

Existem 2 maneiras de determinar o seu NCCPP

1 – Se você é metódica (o), anote tudo que ingere, conforme a tabela de contagem de carboidratos, e vá aumentando 5 g de carboidratos por dia (além da salada da dieta de indução) e pesando-se diariamente, até alcançar um número em que deixará de perder peso. Esse é o seu NCCPP. Acima dele você não perderá mais peso ou engordará, abaixo dele, estará perdendo peso.

2 – Se você não gosta de lidar com números, aumente regularmente o consumo de carboidratos até a perda de peso tornar-se imperceptível. Em seguida recue a partir desse nível. Quando isso acontecer, seu NCCPP estará apenas alguns gramas de carboidratos mais alto.
“Muitas vezes você pode também entrar em platô (períodos em que não perde peso). Isso não significa que tenha alcançado seu NCPP. Nesses períodos mantenha a calma e persistência, que em pouco tempo essa fase regride e você continuará a perder peso” Se você tem muito peso a perder, mesmo após os 14 dias da dieta de indução, e não quer diminuir o ritmo da dieta localizando o seu NCCPP, então acrescente os carboidratos mais lentamente. Aproximadamente 5 g por semana.

Lembre-se de 2 princípios básicos:

Sua taxa de perda de peso é em geral proporcional à exclusão de carboidratos. A quantidade em gramas de carboidratos consumida pode ser medida e estabelecidos os valores numéricos de cada alimento ingerido, evitando desta maneira, ultrapassar os limites liberados para cada fase da dieta. (Vide tabela de contagem de carboidratos).

ALIMENTOS PERMITIDOS A PARTIR DESTA FASE:

Nozes 15 – 4g, Castanha-do-Pará 10 – 4g, Castanha de caju 11/12- 5g, Nozes de Macadâmia 12- 4g, Nozes de Pistache 50 – 5g, Sementes de girassol 25 gramas-6g, Aspargos 6 talos – 5g, Couve-de-bruxelas ½ xícara- 5g, Aipo 3 hastes 10cm- 4g, Endívia 1 xícara – Cogumelos 10 pequenos – 4g, Rabanete 20 médios- 5g, Soja ½ xícara – 11g, Espinafre ½ xícara – 5g, Tomate cozido ½ xícara – 5g, Folhas de Nabo 1 xícara – 5g, Parmesão 25 gramas – 1g
Suco de limão ½ xícara – 8g, Suco de Tomate ½ xícara – 5g.
Framboesa 17 médias – 5g, Morangos 13 médios – 5g, Vacínio (Blueberries) 21 médios – 5g, ½ abacate – 5g, 1 xícara de couve-flor – 5g,

Cardápio Típico de Perda de Peso Contínua (PPC)

Café da manhã: Omeletes Uma fatia de pão de farelo, café ou chá.

Almoço: Salada do Chef com presunto, queijo, galinha e ovos sobre uma cama de 2 xícaras de folhas verdes. Refrigerante ou refresco dietético.

Jantar: Carnes à vontade e 2/3 de xícara de verduras cozidas da lista das permitidas.
Sobremesa: ½ xícara de morangos com creme ou uma fatia grossa de melão ou ainda ½ abacate com adoçante.

Pré-Manutenção. Parabéns! Se você chegou até aqui, já deve estar bem perto do seu peso ideal.

A pré-manutenção é uma fase extremamente importante da dieta. É agora que a perda de peso se tornará permanente porque você irá adaptar-se definitivamente à dieta, ou melhor, comer de forma ideal.

Comece a utilizar esta fase quando estiver se aproximando do peso ideal. Aproximadamente de 2,5 kg a 5 kg a perder. Talvez precise de 2 a 4 semanas ou quem sabe um pouco mais, conforme seu grau de resistência metabólica. Na verdade quanto mais lentamente você perder os últimos quilos, melhor. O ideal é que perca menos de 0,5 kg por semana.

Vá aumentando lentamente os carboidratos. Duas vezes por semana, coma uma fruta, ou um prato a base de amido, ou seja, arroz integral ou uma batata assada.

Talvez você possa subir de 35 a 40 g de carboidratos por dia e perder 0,5 kg por semana, com isso estaria no nível médio de resistência metabólica.

Caso chegue a 50 g ou 60 g de carboidratos por dia e continue a perder peso, talvez seu nível de resistência metabólica seja baixo e você não era tão obeso. Você poderá comer 2 saladas, 2 porções de verduras ou mesmo uma fruta diariamente. Provavelmente uma batata ou arroz, mas nunca se esqueça que está fazendo a dieta mais luxuosa do mundo e não tem porque voltar onde esteve anteriormente.

Os que não são tão “sortudos” assim (± 5%), e têm um grau de resistência metabólica alta, são os que mais precisam dessa dieta. Pois com ela, não são obrigados a passar fome para tornarem-se magros. Se deixar de perder peso com 20 a 25 g de carboidratos diários, você tem que se acostumar a não ingeri-los. Em compensação, use e abuse das proteínas. Para você, os exercícios físicos, são ainda mais importantes para que possa perder peso.

Durante a Pré-Manutenção e Manutenção é essencial que você encontre seu Nível Crítico de Carboidrato para Manutenção (NCCPM), que será = o maior número em gramas de carboidratos que poderá consumir sem recuperar o peso perdido.
Examinando a tabela abaixo, você terá uma idéia do seu grau de resistência metabólica e o seu NCCPM.

Níveis de Carboidratos em gramas e Resistência Metabólica

Resistência Metabólica   –   Nível de Perda de Peso NCCPP   –   Nível de Manutenção NCCPM
Alto                                           15 ou menos                                                       25 – 40
Médio                                        15 – 40                                                                  40 – 60
Baixo                                         40 – 60                                                                  60 – 90

“Quanto mais souber sobre os volumes de carboidratos que ingere ou quer ingerir, mais competente ficará para planejar uma estratégia eficaz de dieta.” (Dr Atkins)
Manutenção

Você conseguiu o que milhões de pessoas sempre sonharam. Está magro (a), lindo (a), leve, solto (a) e o mais importante, sadio (a). Compre roupas justas e lindas. Escute elogios. Olhe-se no espelho sem medo. Suba na balança e dê risada dela. Chegou a hora da revanche. Seja muito feliz com sua nova performance. O pesadelo acabou! E é por todos esses bons motivos que vamos fazer a dieta de manutenção com seriedade. Na realidade, a dieta Atkins é composta de quatro fases, sendo que você já passou por três:

· Dieta de Indução, que é a fase menos liberal de consumo de carboidratos.
· Dieta de Perda de Peso Contínuo, que objetiva a perda de peso ao longo da dieta.
· Dieta de Pré-Manutenção, uma fase em que aprendemos a perder e manter o peso, e finalmente…
· Dieta de Manutenção, que se destina a nos manter esbeltos (as) e sadios ao longo da vida.

Quando você inicia a manutenção é porque chegou ao peso desejado, certo? Conseqüentemente, não está mais em cetose, ou seja, está acima do seu Nível Crítico de Carboidratos para Perda de Peso (NCCPP), lembra? É aí que mora o perigo, porque você está no seu Nível Crítico de Carboidratos para Manutenção (NCCPM).

Uma pessoa com resistência metabólica média deve ingerir de 40 a 60 g de carboidratos por dia. Talvez porque se sinta com mais liberdade na ingestão de carboidratos, pode ingerir acima das gramas permitidas na dieta de manutenção e obviamente ganhar peso. É importante que você se pese pelo menos 2 vezes por semana, se possível todos os dias, e se descobrir que está 2,5kg mais gordo, não espere passar o aniversário de seu filho, o Natal e assim por diante, porque talvez você descubra que já não está somente 2,5kg acima e sim 8,0kg. Em vez de lamentar-se, volte imediatamente à dieta de indução e depois à de manutenção. Em 3 semanas, no máximo, já estará novamente em forma.

Nunca mais poderei comer o que gosto?

Nunca se esqueça também, que você está se alimentando bem e de forma sadia. Uma vez ou outra um pedaço de pizza, um doce, uma fatia de bolo vá lá, embora não seja recomendável. Agora, comer comida lixo descontroladamente, só irá levá-lo ao lugar onde esteve por muito tempo. Na terra dos obesos. Todo cuidado é pouco. Quando a balança acusar 2,5 kg a mais, não espere. Tome providências.

Sejam felizes com os novos e leves pesos e contem sempre conosco para eventuais dúvidas, novidades, receitas e cardápios:

Informações Importantes

O Instituto nacional de Saúde divulgou recentemente que programas de dieta de baixas calorias relatam que 90 a 95% das pessoas que se submeteram a essas dietas recuperam o peso perdido com tanto esforço, dentro de no máximo cinco anos. Quando o programa muda a composição da dieta, porém não a quantidade, e quando os ensinamentos de pré-manutenção são aplicados com a regra de 2,5kg, a recaída se torna um fenômeno raro.

“Que a proteína esteja com você.”

Fonte: Atkiniana

Comentários
Carregando