Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

A Sheherazade não tem culpa, a impunidade no Brasil, sim – Alan Alex

0

O brasileiro tem mania de culpar os outros pela própria desgraça. Se político é ladrão, a culpa é do político, e não do eleitor que o colocou lá. Se os bandidos recebem “auxílio reclusão” a culpa é do governo, e não da falta de atenção da população, que não acompanha o que está sendo discutido no Congresso. Agora por último, querem culpar a jornalista Raquel Sheherazade pelo linchamento de uma mulher em Guarujá, e não a ignorância, aliada a um cansaço de ver a morosidade do sistema penal, do “preso pela polícia, solto pela justiça” e principalmente, a preguiça de tentar checar a veracidade das informações que são compartilhadas em redes sociais atualmente.

As falas de Sheherazade representaram a voz de grande parte do povo brasileiro. Não é preciso andar muito para ouvir milhares de pessoas dizendo a mesma coisa, que “bandido bom é bandido morto”. Mas isso se deve a uma série de fatores, o principal é a escalada da violência em todos os estados. Pessoas são mortas em assaltos de rua, muitas vezes os bandidos sequer levam alguma coisa, a não ser a vida de suas vítimas. O linchamento de Guarujá nada tem a ver com os comentários da jornalista do SBT. Tem a ver com a impunidade, o fato da polícia prender um latrocida e dias depois ele está circulando na comunidade. Tem a ver principalmente com a falta de profissionalização da informação. As redes sociais tem um papel de extrema relevância na sociedade atual, mas diariamente recebemos informações descabidas, sobre leis absurdas, textos sobre crimes com imagens de pessoas que nada tem a ver com a notícia. É preciso ter muito cuidado com essas comunidades de Facebook, assim como as informações divulgadas por grupos de Whatsapp e similares. O caso de Guarujá não foi o primeiro, tampouco será o último, daí o cuidado redobrado.

Vale a pena ressaltar que as pessoas que vivem nas comunidades carentes são as mais injustiçadas pelo sistema. Dependem, em sua maioria, de apoio governamental, frequentam escolas precárias e muitos terminam envolvidos em crimes. Pelas imagens percebe-se que os linchadores possuem esse perfil e em suas cabeças estavam fazendo justiça sim. É bárbaro, é chocante, é desumano. Mas ainda mais complicado é querer responsabilizar uma jornalista por um ato cometido por uma turba e que é comum no Brasil, basta procurar no Youtube que você encontra centenas de vídeos similares nos mais diversos estados do país. O que estão fazendo com Sheherazade é um linchamento moral e criminoso. Não acho que ela tenha razão em seus comentários, mas daí a responsabiliza-la pelo episódio de Guarujá existe uma grande distância.

O Brasil precisa ser passado à limpo, nosso modelo de governo é falho, assim como as estruturas do Judiciário e Legislativo. Está tudo errado por aqui há 500 anos. Será que a culpa é dos portugueses que descobriram o Brasil ou dos brasileiros, que não conseguem administrar a própria bagunça?

Alan Alex é jornalista e editor da coluna Painel Político

 

Comentários
Carregando