Acidente com lancha na Bahia mata 22; criança de 2 anos está entre as vítimas

Os sobreviventes estão sendo levados tanto para atendimento na ilha quanto em Salvador, no Hospital Geral do Estado (HGE) e no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS)

O número de mortos no acidente em Mar Grande subiu para 22 pessoas. Entre as vítimas fatais está uma criança de dois anos, resgatada pelo Samu que tentou reanimá-la sem sucesso. A lancha Cavalo Marinho I saiu de Mar Grande com destino a Salvador por volta das 6h30, mas, durante a viagem, a embarcação naufragou e os passageiros submergiram.

Informações oficiais dão conta de que 129 pessoas estavam no barco, que possui capacidade para 162. Com a causa do acidente ainda desconhecida, a Agerba estima que a Marinha vai abrir um inquérito policial para investigar o motivo do acident. Até o momento, a identidade das vítimas não foi divulgada.

As causas do acidente que provocou a inclinação da lancha ainda não são conhecidas. No entanto, o diretor-executivo da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), Eduardo Pessoa, garante que a embarcação estava dentro das condições permitidas para realizar a travessia. “O barco é vistoriado pela Marinha, a documentação está em dia. Todas as oito lanchas que aqui operam estão com a documentação em dia”, ressalta Pessoa.

Ele acrescentou que a segurança naval é de responsabilidade da Força Armada. Com capacidade para 162 pessoas, a lancha transportava 129 passageiros quando saiu de Mar Grande por volta das 6h30.

Os sobreviventes estão sendo levados tanto para atendimento na ilha quanto em Salvador, no Hospital Geral do Estado (HGE) e no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS). “O ferry-boat está com uma embarcação só pra trazer todas as ambulâncias que forem necessárias para atender essa segurança”, garante Pessoa. O diretor destaca que a prioridade no momento é socorrer às vítimas e prestar solidariedade aos familiares.

Com Bahia Notícias

 

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta