Adolescente nega desaparecimento registrado por pai em delegacia

A adolescente Júlia Stefany Veronezzi Vieira, de 15 anos, havia sido dada como desaparecida por seu pai, o pedreiro Antônio Fernandes Vieira, que registrou uma ocorrência na delegacia de Vilhena na última segunda-feira. Segundo ele, a menina havia desaparecido no dia 28 de setembro e até aquele dia não havia dado notícias. No comunicado, Antônio afirmou que “a filha saiu da residência em que vive, na Avenida Curitiba, Bairro Jardim Primavera. A garota teria dito que ia até a casa de uma amiga, sendo que desde então não retornou e nem manteve contato com o mesmo”.

Um site de notícias de Vilhena divulgou a informação sobre o desaparecimento da jovem, que ao tomar conhecimento, enviou um e-mail a redação informando que “em nenhum momento esteve desaparecida, pois se encontra num sítio à beira de um rio, e a todo momento mantêm a mãe informada”. O caso gerou uma polêmica, já que há desencontro de informações e um documento policial foi prescrito, sendo que o suposto desaparecimento motivou todo um trabalho investigativo.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Anterior «
Próximo »

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

  • twitter
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília