Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Adolescentes ficam feridos após incidente em atividade de química em escola de Viçosa (MG)

Pelo menos cinco alunos foram atingidos por chamas após uma tentativa de experimento. G1 entrou em contato com o Estado para saber das providências e aguarda retorno.

0

Pelo menos cinco adolescentes, com idades entre 15 e 17 anos, ficaram feridos na manhã desta quarta-feira (22) em um incidente antes de uma apresentação de química na Escola Estadual Doutor Raimundo Alves Torres, em Viçosa. A informação foi confirmada ao G1 pelo vice-diretor da unidade, Fabiano Silva de Lima.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE-MG) e aguarda retorno.

De acordo com Lima, uma feira de química era preparada para esta quarta e fazia parte de uma série de atividades educacionais durante toda a semana. A apresentação sobre química no cotidiano “As cores do fogo” seria supervisionada diretamente por uma professora e por bolsistas, mas um grupo de alunos levou, escondido em uma mochila, um pote com álcool e um botijão de gás pequeno.

Adolescentes ficaram feridos em incidente em escola de Viçosa (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Antes da abertura do evento, ainda na parte de montagem, os adolescentes tentaram fazer um teste com o material que levaram, sem a presença da professora nem dos bolsistas, e colocaram álcool em uma tigela.

Quando riscaram um fósforo, o fogo se espalhou pelo vapor. Um dos alunos se assustou e bateu na tigela, espirrando álcool em cinco estudantes e em uma mochila, que foi incendiada. O Corpo de Bombeiros foi chamado e atendeu às vítimas.

Ainda de acordo com o vice-diretor da escola, entre os feridos, três tiveram vermelhidão na pele e foram liberados. Outros dois precisaram ser levados para hospitais da cidade – um garoto com queimadura na panturrilha e uma menina, que queimou parte do abdômen, ambos com 17 anos.

Adolescentes ficaram feridos em incidente em escola de Viçosa (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

A adolescente ferida no abdômen foi transferida para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, com 18% do corpo queimado. A escola está acompanhando os feridos.

Também conforme Lima, a Polícia Civil estive no local e os bombeiros liberaram escola, que terá aulas normalmente esta tarde. A estrutura da unidade não foi afetada. Ele reforçou que, de acordo com o cronograma inicial, a professora ia utilizar o fogo longe dos alunos.

A ocorrência começou por volta das 8h20 e terminou pouco depois das 11h.

Fonte: g1/mg 

Comentários
Carregando