Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Advogado de PMs muda versão sobre morte de menino de 10 anos

0

O advogado que representa os policiais militares de São Paulo envolvidos na morte do menino Italo, de 10 anos, mudou a versão apresentada por seus clientes sobre o tiro que matou a criança. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Na primeira versão, os policiais disseram que o disparo foi efetuado depois de o carro ter parado, em resposta a três tiros que o menino teria dado em direção aos agentes. Agora, o advogado Marcos Manteiga afirma que o disparo foi feito com o carro ainda em movimento.

“Ele [o policial]reagiu porque sabia pelo rádio que o motorista do carro havia atirado contra a polícia”, disse Manteiga depois de acompanhar depoimentos no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, na sexta (10).

O advogado afirmou que seu cliente estava segurando o guidão da moto com a mão esquerda e a pistola com a mão direita, e não teve como miriar. “Ele disparou em legítima defesa”, contou.

“Ele sabia que quem estava no carro estava armado, mas não tinha como ver quem estava ao volante. O policial entrou em choque ao ver que era um menino”, disse.

Manteiga diz que não mudou a versão dos fatos, embora a versão dos policiais apresente diferenças. “É um esclarecimento, não uma mudança”, disse o advogado.

Comentários
Carregando