fbpx
Advogado diz que caiu em “armadilha” e nega ofensa contra juiz em Vilhena

Em entrevista, o advogado Reginaldo Ribeiro de Jesus disse ter sido vítima de “uma armadilha” que vem lhe rendendo uma série de constrangimentos no meio jurídico, no qual atua há 32 anos. Numa entrevista publicada em site local, Jesus é apontado como autor das expressões “imbecil e ridícula” para qualificar a sentença do juiz Adriano Lima Toldo, que no mês passado condenou os ex-secretários municipais Luiz Serafim e Gustavo Valmorbida a 76 anos de prisão cada um.

Na época da decisão, a declaração atribuída ao advogado mobilizou inclusive a Ameron, entidade que reúne magistrados em Rondônia. A instituição classista emitiu nota contra o que foi considerada uma agressão ao juiz no exercício de sua função.

O criminalista garante que não usou os termos para se referir à sentença ou ao magistrado. “Eu classifiquei como ridícula e imbecil a pessoa que acredita que alguém vai passar 76 anos na cadeia. Todo mundo sabe que a pena máxima permitida no Brasil é de 30 anos”, argumentou, dizendo que, ao dar a declaração, não foi informado de que estava concedendo uma entrevista.

Jesus mantém o posicionamento discordante da sentença, mas garante que não usaria palavras chulas para expressar seu posicionamento. “Eu já estive com o próprio juiz e lhe disse que não falei aquilo. Reafirmei minha posição contrária, mas neguei a ofensa”. Para embasar sua convicção de que a pena imposta aos ex-secretários foi “excessiva”, o advogado lembra que, em casos mais graves, mas com a mesma tipificação, caso do mensalão, as condenações foram bem menores.

BOATOS

O veterano profissional fez questão de expor sua indignação com a exposição negativa que recebeu indevidamente. Entre outras coisas, mencionou as notícias dando conta de que ele teria sido destituído de um processo envolvendo os próprios réus e o prefeito Zé Rover, além de ter sido “expulso” de uma audiência na justiça federal. “Eu não poderia ser destituído simplesmente porque não fui constituído como advogado no processo. Quanto à tal audiência da qual eu teria sido expulso, na data em que ela foi realizada eu estava na cidade de Ariquemes”.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta