Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Advogado Marcos Pereira avalia disputar governo de Rondônia em 2018

Pré-candidato ao Governo de Rondônia, advogado vai enfrentar os políticos profissionais na eleição para suceder o governador Confúcio Moura.

0

Dizem os analistas políticos que para ter chances reais de vitória numa eleição o  candidato deve reunir  alguns atributos mínimos , sem os quais é melhor nem entrar na disputa: fé em si mesmo, um plano de governo ou projetos factíveis (dependendo do cargo em mira), recursos financeiros e, sobretudo, um discurso novo, alinhado com as mudanças que o eleitor, cada vez mais ressabiado com os políticos profissionais, exige de quem se dispõe a lançar-se em busca de votos.

Quem conhece o advogado Marcos Pereira, o mais recente pré-candidato ao Governo de Rondônia, afirma que ele possui esses pré-requisitos que o qualificam para entrar no páreo com chances de ocupar a principal cadeira do Centro Político Administrativo de Rondônia, ou seja, o lugar hoje pertencente ao governador Confúcio Moura.

Empresário e advogado especializado em Direito minerário, Marcos Pereira conhece como poucos o Estado de Rondônia e suas riquezas – tanto as que estão no subsolo quanto as representadas pelo agronegócio, a indústria, o comércio e os serviços.

Paraibano radicado em Rondônia desde 1987, Dr. Marcos Pereira é filiado ao PT. Ele, no entanto, nunca disputou cargos eletivos e se apresenta como não político, o que deve facilitar seu desempenho nas urnas caso sua candidatura venha a se confirmar, uma vez que o eleitor tem repudiado os políticos profissionais e deverá haver uma grande renovação, em todas as esferas, na eleição de 2018.

Desperdício de ouro

Profundo conhecedor da área, Dr. Marcos analisa, de forma crítica, a economia do Estado. Diz que não faltam recursos. “Toda a área de alagação das hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau concentra, desperdiçadas e submersas, mais de setecentas toneladas de ouro no   leito e barrancos do rio Madeira”, revela.

Mas o pré-candidato adverte que tais riquezas devem ser extraídas – e bem aproveitadas – tudo com absoluto respeito às normas ambientais e sem desmatar ou degradar o meio ambiente, “uma vez que estas áreas já foram desmatadas e degradadas pela construção dos lagos das hidrelétricas”.

O pré-candidato revela que, durante três anos,  pesquisou e minerou nas  áreas de alagação das hidrelétricas. Documentos em seu poder comprovam que é possível produzir uma média de 9 toneladas de ouro por mês, o que poderá gerar uma renda extra para o Estado de quase 12 milhões de reais por mês.

Pré-candidato, ele defende que o Estado fomente e regularize a atividade garimpeira, em vez de reprimi-la.

Dr. Marcos Pereira diz que, hoje, segundo se tem notícia, de cada 100 reais destinados aos serviços sociais, apenas dois reais chegam à população; o resto se perde nos escaninhos da corrupção, sendo este um dos motivos da falta de leitos e medicamentos nos hospitais, situação que vem desde a criação do Estado e permanece nos dias atuais, causando a morte de milhares de pessoas por falta de um atendimento digno e humano.

Neste aspecto, salienta o pré-candidato, misteriosamente, o Hospital do Câncer de Barretos, contando apenas com dinheiro arrecadado por meio de donativos, consegue prestar um serviço médico de primeiro mundo, acolhendo, inclusive, os acompanhantes dos doentes. “Ao contrário disso, os governos estadual, municipal e federal ,  contando com milhões e até bilhões de reais, não conseguem fazer o mesmo, posto que são os hospitais públicos verdadeiros matadouros. Alguém consegue explicar isso ?”, questiona o pré-candidato Dr. Marcos Pereira.

Comentários
Carregando