Advogados pedem o relaxamento da prisão preventiva para integrante da Operação Trama

A superintendente regional do trabalho Ludma de Oliveira Correa Lima e a adjunta Maria Alzinete de Jesus e Silva, presas na ultima sexta-feira (28) pela Operação Trama da Polícia Federal, impetraram pedido de relaxamento da prisão preventiva. Também segue o pedido de não renovação, caso o Ministério Público recorra. Segundo o advogado Nelson Canedo, que representa Ludma, a superintendente não oferece risco para investigação por se tratar de fatos pretéritos, bem como preenche os requisitos para aguardar o tramite em liberdade.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário