fbpx
Aécio recebeu propina através de rede de academias que “inflou” lucros para repassar dinheiro a tucano

A informação foi divulgada pelo Antagonista

A Polícia Federal tem uma nova pista de que Aécio Neves teria usado a rede de academias Bodytech, de Alexandre Accioly, para receber propina da Andrade Gutierrez.
Delatores da empreiteira já contaram à Lava Jato sobre o repasse de pelo menos R$ 20 milhões ao tucano por meio de um aporte financeiro na empresa de Accioly.
Agora, o quebra-cabeças deve se fechar.
Segundo um novo colaborador, os registros de alunos da rede de academias teriam sido ‘inflados’ para gerar um faturamento fictício, permitindo ‘esquentar’ a retirada desses recursos.
Os investigadores foram informados que Roberto Rzezinski, preso na ‘Operação Câmbio, Desligo’, figurava no quadro societário do grupo Bodytech como representante do megadoleiro Dario Messer.
Aécio e Accioly têm negado de forma veemente qualquer ilegalidade.
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta