Afilhado de Confúcio terá HC julgado por Câmara Especial

O ex- assessor do governador Confúcio Moura, Rômulo da Silva Lopes, que também é afilhado do Governador Confúcio Moura, entrou com pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça de Rondônia requerendo permanecer em liberdade enquanto aguarda o julgamento das ações da Operação Termópilas, deflagrada em 2011 pela Polícia Federal em Rondônia, e prendeu entre outros o ex-secretário adjunto de saúde do Estado, José Batista e o ex-presidente da Assembleia, Valter Araújo.

Rômulo foi preso na casa do governador por agentes da Polícia Federal. Ele foi condenado por tráfico de influência pela 2ª Vara Criminal de Porto Velho, e fez acordo de delação premiada.

 

Leia também

Até hospital de campanha pagou propina ao governo de Rondônia

Justiça aceita denúncia contra empresário e afilhado do governador

Afilhado de Confúcio Moura ganhou mensalinho para apressar pagamentos a empresário

Em depoimento ele confirmou que usava seu cargo como assessor especial da Sejus para tramitar processos de interesse da empresa Maq-Service, contratada pela Secretaria de Saúde, obtendo com isso vantagens pessoais e até valores em dinheiro.

O pedido foi publicado nesta quarta-feira (8), no Diário de Justiça do Estado. O desembargador Hiran Marques, relator do pedido, afirmou em seu despacho que “a matéria tratada nestes autos decorre de crime praticado por funcionário público contra a Administração Pública, de modo a atrair a competência para o julgamento do presente recurso aquela Câmara. Ressalta-se, por oportuno, que foi proferida decisão nos autos do HC n. 0003398-15.2013.822.0000 que estabeleceu a Competência para julgamento nas Câmaras Criminais e Especiais com relação a “Operação Termópilas”, de acordo com os crimes especificados naquela decisão”.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário