Agricultor do Ceará deu veneno a amigos no lugar de cachaça ‘por maldade’, diz delegado

In Polícia
Agricultor do Ceará deu veneno a amigos no lugar de cachaça 'por maldade', diz delegado
Espalhe essa informação

Na manhã de domingo, ele saiu de lá com uma garrafa de plástico nas mãos que continha um veneno para larvas em plantações.

O delegado Juliano Marcula, da Delegacia Municipal de Barbalha, no Ceará, disse que Francisco das Virgens de Lima, de 38 anos, preso por dar veneno a amigos como se fosse cachaça, sabia que havia entregado uma substância tóxica para eles beberem. O acusado, conhecido na região como João Batista, matou um homem e deixou outro em estado grave em uma “brincadeira de mau gosto”. O caso veio à tona nesta quarta-feira.

Como era cliente assíduo no bar do Cícero, que é irmão de uma das vítimas, Lima tinha acesso à despensa em que o proprietário guardava ferramentas e produtos químicos para a produção agrícola. Na manhã de domingo, ele saiu de lá com uma garrafa de plástico nas mãos que continha um veneno para larvas em plantações.

— Lima deu o veneno para o Moreno, que bebeu primeiro, e para outro homem, coincidentemente chamado João Batista, que acabou morrendo. O acusado vai responder por homicídio qualificado e por tentativa de homicídio qualificado — afirmou Marcula.

O homem de apelido Moreno, de 41 anos, continua internado em estado grave, sem previsão de alta, no Hospital Regional de Juazeiro do Norte. Sua mãe, ao ver o acusado na delegacia, passou mal e precisou ser socorrida.

A polícia acredita que João Batista Martins da Silva, de 56 anos, tenha bebido a maior parte do veneno e que, por isso, morreu em seguida. Os dois começaram a passar mal minutos depois de ingerir a substância.

Ao ver que os dois homens passavam mal, outros clientes do bar conseguiram um carro para levá-los ao Hospital São Vicente, em Barbalha. Na ocasião, Lima quis despistar os agentes e alegou que também havia ingerido a substância. Ficou sob observação até a tarde de segunda-feira, mas os médicos não encontraram qualquer vestígio do veneno no corpo do suspeito.

— Durante o socorro, ele quis criar um álibi. Mas populares nos relataram o ocorrido, e acionamos a escolta policial. Ele ficou detido no hospital. Ao receber alta, ele foi preso. Em depoimento, Lima contou que deu a substância para Moreno por maldade. Ele sabia que era veneno — garantiu o delegado.

Francisco das Virgens Lima tinha passagem na polícia por furto em Juazeiro do Norte. Segundo a Secretaria de Segurança e Defesa Civil do Ceará, policiais recolheram o resto da substância do bar.

Fonte: extra.globo

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

Embriagado, PM é preso após causar dois acidentes, em Porto Velho

Espalhe essa informação O Sd PM RE 9164-8 Danilo Martins Benicio, lotado na CIA de Guarda, foi preso e

Read More...
Trinta e seis pessoas são detidas em atos contra reformas em São Paulo

Trinta e seis pessoas são detidas em atos contra reformas em São Paulo

Espalhe essa informação Na capital, foram 21 detidos em atos concentrados em duas regiões da cidade. Motivos para prisões

Read More...
PF amplia cerco à cúpula do PMDB no Senado

PF amplia cerco à cúpula do PMDB no Senado

Espalhe essa informação Foram cumpridos mandados de busca e apreensão contra suspeitos de operar recebimento de propina em contratos

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu