Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

AGU vai ao STF contra decisão que impede nota zero em redação que ferir direitos humanos no Enem

Segundo assessoria do órgão, recurso será analisado pela presidente da Corte, Cármen Lúcia, durante o plantão de feriado prolongado.

0

A Advocacia Geral da União informou nesta sexta-feira (3) que recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para permitir ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), ligado ao Ministério da Educação, dar nota zero a redações do Enem que ferirem direitos humanos.

Segundo a assessoria de imprensa do órgão, o recurso será analisado pela presidente da Corte, Cármen Lúcia, durante o plantão — a Corte iniciou feriado prolongado nesta quinta (2). A primeira etapa do exame está marcada para este domingo (5) e inclui a prova de redação.

A ação da AGU, que representa o governo junto à Justila, busca derrubar uma decisão da Justiça Federal que proíbe a atribuição automática de nota zero a textos que ferirem direitos humanos.

Ainda valem nota zero automática a presença de impropérios e a inclusão de trechos desconectados no texto, que há alguns anos rendia apenas desconto na nota, pela fuga parcial do tema, mas desde 2013 rende a nota zero para evitar que os estudantes debochem na prova.

Fonte: g1

Comentários
Carregando