Alvo da Lava Jato, presidente do TCE tira licença por três meses

Jonas Lopes de Carvalho foi citado em delações de executivos da Andrade Gutierrez.

Foi publicada na edição desta quarta-feira (28) do Diário Oficial do estado do Rio de Janeiro a informação sobre a licença que o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ), Jonas Lopes de Carvalho, vai tirar do cargo pelo período de três meses.

De acordo com o jornal O Globo, Jonas foi citado em delações de executivos da Andrade Gutierrez à Operação Lava Jato, em novembro. A licença começa no dia 6 de março, quando o TCE volta de recesso.

A assessoria do TCE foi procurada, mas não soube explicar o motivo da licença especial concedida ao presidente do órgão, que foi apontado pelos delatores da empreiteira como um dos favorecidos no esquema de propina do governo Sérgio Cabral, revelado na Operação Calicute.

No início deste mês, Jonas Lopes de Carvalho prestou depoimento na PF. Ele teria falado à investigadores sobre crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Vale ressaltar que o TCE é o órgão responsável por fiscalizar os gastos públicos.

Fonte: noticiasaominuto

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta