Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Alvo de mandado, ex-presidente do BNDES chega ao Brasil para ser ouvido pela PF

0

O ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Luciano Coutinho chegou nesta quarta-feira (17) ao Brasil. Ele desembarcou no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Na semana passada ele foi alvo de um mandado de condução coercitiva, para prestar depoimento na investigação da Polícia Federal (PF) que apura possíveis irregularidades em empréstimos concedidos pelo BNDES.

Como Coutinho estava no exterior, o mandado não pode ser cumprido. Por esse motivo, o depoimento foi remarcado para 22 de maio.

“Estarei sempre à disposição, portanto é uma medida inteiramente desnecessária [a condução coercitiva]. É a única coisa que posso falar, além da tranquilidade de poder esclarecer e da absoluta confiança nos processos absolutamente corretos do BNDES”, afirmou Coutinho ao desembarcar em Guarulhos.

Na última sexta-feira (12), a Polícia Federal deflagrou a Operação Bullish, que investiga fraudes e irregularidades em aportes concedidos pelo BNDES, através do BNDESPar, braço de participações do banco, ao frigorífico JBS.

Há indícios de gestão temerária e fraudulenta por parte do banco e corrupção de agentes públicos. Por ordem da 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, os passaportes de todos os investigados seriam apreendidos pela PF.

Os aportes, realizados de 2007 a 2011, tinham como objetivo a aquisição de empresas do ramo de frigoríficos, no valor total de R$ 8,1 bilhões. A suspeita é que o BNDES tenha favorecido a JBS, da qual a BNDESPar detém 21%.

A investigação cita, por exemplo, a compra de ações da JBS supostamente por preço superior à média na Bolsa de Valores — num desperdício de R$ 30 milhões — e o curto prazo para análise de operações financeiras por parte do banco.

 Fonte: g1/sp

Comentários
Carregando