Ambev tenta barrar Neymar como garoto-propaganda de cerveja concorrente

A Ambev recorreu ao Conar para tentar tirar Neymar de uma campanha publicitária da cerveja Proibida, do Grupo Morizono.

A empreitada foi parcialmente bem-sucedida. O vídeo da campanha terá que ser alterado, mas o jogador continuará a ser garoto-propaganda da cerveja.

Para participar de uma campanha de bebida alcoólica, segundo norma do Conar, a pessoa contratada deve ter ou aparentar mais de 25 anos de idade. A Ambev alegou, na reclamação, que Neymar aparentava ser mais novo, mas os conselheiros liberaram o jogador, que completou 25 anos em fevereiro.

A Ambev argumentou ainda que a campanha associava o consumo de cerveja à superação de obstáculos e êxito social. O Conar acolheu a reclamação e decidiu que a Proibida modifique a campanha, de forma que não haja essa correlação.

Veja o vídeo da propaganda:

As informações são do blog do Lauro Jardim, do jornal oglobo

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta