fbpx
Amistoso da seleção gera atrito entre Globo e CBF

Emissora se recusou a gastar 2 milhões de reais para transmitir jogo com exclusividade e confederação decidiu abrir sinal para todos os canais.

A transmissão do amistoso da próxima quarta-feira entre Brasil e Colômbia abriu um racha entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Globo. A partida foi idealizada pelos dois países como forma de homenagear as vítimas do acidente da Chapecoense no fim do ano passado. Toda renda gerada pelo jogo será destinada às famílias.

Na semana passada, a CBF decidiu abrir para todas as emissoras interessadas o sinal daquele que está sendo chamado de “Jogo da Amizade”. Ou seja, os direitos de transmissão da partida marcada para o Estádio Nilton Santos (Engenhão) serão repassados de maneira gratuita para canais abertos e fechados do Brasil e exterior.

Inicialmente, a CBF tentou vender por cerca de 2 milhões de reais a transmissão do jogo para a Globo, que recusou a proposta. Há décadas a emissora transmite os jogos da seleção com exclusividade, mas a partida entre Brasil e Colômbia – marcada de maneira extraordinária – não estava prevista em contrato. Incomodada com a atitude da parceira histórica, a cúpula da CBF decidiu retalia-la com a distribuição do sinal para seus concorrentes.

Entre as emissoras abertas, Band e Rede TV! vão transmitir o jogo na próxima quarta-feira. SBT e TV Brasil ainda não decidiram. Já a Record prefere exibir o Programa do Gugu na noite de quarta, mas o jogo estará disponível no seu canal fechado (Record News). Na TV fechada, além do Sportv, Fox Sports e ESPN exibirão a partida.

A desavença é mais um episódio de atrito da Globo com o mundo do futebol nos últimos doze meses. Desde novembro de 2015, a emissora desligou o executivo Marcelo Campos Pintos, responsável por fechar todos os contratos de direitos de transmissão do futebol nos últimos 20 anos.

No mesmo período, a Globo foi alvo de um inédito – e bem sucedido – movimento para eliminar a sua hegemonia na compra de direitos de campeonatos de futebol. O Canal Esporte Interativo fechou contratos para transmitir a partir de 2019 jogos de 16 times dos campeonatos brasileiros das séries A, B e C (entre eles Inter, Palmeiras e Santos). “Com Campos Pinto, a Globo jamais teria perdido tantos contratos. E as suas concorrentes também nunca transmitiriam jogos da seleção”, afirma uma fonte que acompanha as negociações.

Fonte: veja.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta