Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Ana Hickmann chora ao falar do cunhado denunciado por homicídio: ‘Herói’

0

‘Estão enlouquecendo minha família’, lamentou Alexandre Correa, marido da apresentadora

Em maio deste ano, Ana Hickmann sofreu um atentado em Belo Horizonte, Minas Gerais, onde ela estava para lançar sua nova coleção em parceria com a Rommanel. Na ocasião, um fã da apresentadora entrou armado no quarto do hotel onde ela estava hospedada e acabou acertando um tiro em sua cunhada, Giovanna. Gustavo Correa, cunhado da apresentadora e marido de Giovanna, lutou contra Rodrigo de Pádua e conseguiu pegar a arma e matou o atirador com três disparos. Nesta semana, o Ministério Público de Minas Gerais denunciou Gustavo por homicídio doloso, quando há a intenção de matar.

Neste domingo (10), Ana Hickmann, seu marido e sua cunhada se mostraram revoltados com a denúncia em entrevista ao “Domingo Espetacular”, da Record. “Que homem em sã consciência vendo a família ser alvejada não ia fazer isso? Ele ia ver de camarote todo mundo morrer? E agora nós somos culpados? Ele não é, ele é meu herói”, disse a artista, entre lágrimas.

Suspeito de ter invadido hotel de Ana Hickmann em BH, Rodrigo Augusto de Pádua (foto: Facebook)
Suspeito de ter invadido hotel de Ana Hickmann em BH, Rodrigo Augusto de Pádua (foto: Facebook)

“Eu falo que se o Gustavo não tivesse dado aquele pulo na hora ele teria continuado atirando. Ele continuou atirando e só não nos acertou porque o Gustavo nos salvou. Eu tinha certeza que eu ia morrer. Quando ele colocou o 38 (arma) na minha cara e começou a fazer roleta russa, eu sabia que seria o fim. Por causa de um louco, de um psicopata que planejou todos os passos que ele deu. Eu nunca dei motivo para nenhum fã fazer isso comigo, pelo contrário. Eu sempre tratei todos muito bem”, desabafou a apresentadora.

Ana Hickmann foi alvo de um fã enlouquecido
Ana Hickmann foi alvo de um fã enlouquecido

Alexandre Correa manifestou vontade de deixar o país

Irmão de Gustavo Correa e marido de Ana, Alexandre afirmou que sua vontade era de tirar sua família do Brasil. “Vamos ver agora um homem de bem, que trabalha desde os 13 anos de idade, que nunca fez mal pra ninguém ser julgado por homicídio? Ele não tinha chances de pensar, de raciocinar. Esse cara era um psicopata e o meu irmão é um homicida?! Está errado. Acho bom pensar o que estão fazendo porque estão enlouquecendo a minha família. O que esse promotor tem na cabeça?”, questionou, chorando. E completou: “Eu só não tiro minha família do Brasil porque eu tenho 150 funcionários que dependem da Ana Hickmann pra levar seu sustento pra casa. Só por isso eu não saio do país, pela minha condição de empresário, juro pelo meu filho”.

A mulher de Gustavo, que levou um tiro disparado por Rodrigo de Pádua, lembrou: “Vou continuar o resto da vida com essa bala alojada dentro de mim. Meu marido não fez nada de errado, ele fez o que tinha que fazer. A gente sabe que a pessoa foi pra matar. Eu poderia ter morrido”. Segundo a reportagem, Gustavo Correa deve responder em liberdade e, se condenado, pode ir a júri popular.

Comentários
Carregando