Anac bloqueia helicóptero de Neymar avaliado em R$ 15 mi

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) bloqueou um helicóptero de Neymar no valor de 3,8 milhões de dólares (15 milhões de reais) por determinação da Justiça Federal. A aeronave, registrada em nome de uma das empresas do jogador, foi comprada em 2013 e não estava na lista de bens congelados pela 7ª Vara Federal de Santos no dia 15 de fevereiro, que incluía jatinho, iate e imóveis do atleta.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]Em termos práticos, a exemplo do que aconteceu com os bens bloqueados anteriormente, Neymar poderá utilizar a aeronave normalmente, mas não poderá comercializá-la. Os advogados do jogador informaram que vão recorrer da decisão ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

No início do mês, a Justiça Federal manteve a decisão provisória de bloquear 188 milhões de reais em bens do atacante Neymar, de seus pais, Neymar da Silva e Nadine da Silva Santos, e das empresas Neymar Sport e Marketing, N&N Consultoria Esportiva e Empresarial e N&N Administração de Bens Participações e Investimentos.

O bloqueio foi feito a partir de um pedido da Procuradoria da Fazenda Nacional que suspeita de sonegação de impostos de 2011 a 2013, período em que o atacante defendia o Santos. Segundo a Receita Federal, Neymar deixou de pagar 63,6 milhões de reais, referentes a direitos de imagem. O bloqueio, entretanto, é de que 192 milhões de reais por causa de uma multa de 150% sobre o montante devido à Receita. A defesa do jogador pode recorrer.

Veja

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta