Anvisa deve liberar substância extraída da maconha para uso medicinal

A Anvisa deve excluir, no prazo de dez dias, o componente da maconha THC (Tetrahidrocanabinol) da lista de substâncias proibidas no país. A decisão liminar foi proferida na última segunda-feira, 9, pelo juiz Federal Marcelo Rebello Pinheiro, da 16ª vara do DF.

A decisão, que atende pedido do MPF feito em ACP do ano passado, determina que o THC seja incluído “na lista das substâncias psicotrópicas sujeitas à notificação de receita” e também autoriza a importação de medicamentos e de produtos que possuem as substâncias extraídas da cannabis, o THC e o CBD, desde que o propósito seja exclusivamente medicinal.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

2 thoughts on “Anvisa deve liberar substância extraída da maconha para uso medicinal

  1. ai no minimo eu nao sei,
    mas as UPAS vao lotra de gente doente por essas substancias kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Participe do debate. Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: