Anvisa interdita lote de linguiça devido a irregularidades

A Anvisa interditou um lote de linguiça calabresa defumada da marca Frigosantos, um dos alvos da Operação Carne Fraca.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interditou um lote de linguiça tipo calabresa defumada da marca Frigosantos devido a irregularidades encontradas na análise de microrganismos (Estafilococus coagulase positiva). O estabelecimento é um dos frigoríficos envolvidos nas investigações da Operação Carne Fraca, realizada pela Polícia Federal para investigar possíveis adulterações no processamento das carnes e seus derivados. A resolução, publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, tem caráter preventivo, com duração de 90 dias, e determina o recolhimento do produto e a proibição da comercialização ou preparação do lote com prazo de validade 30/04/2017.

A medida foi tomada após o recebimento de um documento encaminhado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que apontava os resultados das análises laboratoriais em produtos de origem animal de alguns estabelecimentos alvos da Carne Fraca. Os testes realizadas pelos Laboratórios Nacionais Agropecuários (Lanagro) mostravam que o lote da linguiça tipo calabresa defumada, fabricada pela Indústria e Comércio de Carnes Frigosantos Ltda, apresentou condições sanitárias insatisfatórias quanto à análise de microrganismos (foi encontrada uma quantidade de Estafilococus coagulase positiva maior que a permitida por lei).

Em 2001, a Anvisa publicou o Regulamento técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos que estabeleceu padrões sanitários que visam, em primeiro lugar, a proteção à saúde da população. O descumprimento desses parâmetros, portanto, constitui uma infração sujeitando penalidades aos infratores.

Posicionamento

Por e-mail, a Indústria e Comércio de Carnes Frigosantos Ltda disse a VEJA: “A Resolução-RE nº 984, de 11/04/2017, apenas formaliza os termos da entrevista coletiva concedida pelo Sr. Eumar Novacki, Secretário Executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, no último dia 06/04/2017.

Por outro lado, a Frigosantos informa que não se conforma com o resultado do Certificado Oficial de Análise (COA) nº 04080/17 Lanagro/RS, sendo que, inclusive, requereu análise de contraprova no dia 10/04/2017, pois sempre zelou pelas condições sanitárias de seus produtos.

Inclusive, em análises realizadas em outros produtos como cozidos, linguiça frescal e matéria prima, de lotes de 28/03/2017, todos os resultados foram satisfatórios, atendendo às normas pertinentes.

Assim, com o objetivo de comprovar a qualidade de seus produtos, a Frigosantos já efetuou o recolhimento do lote de vencimento 30/04/2017 da Linguiça Tipo Calabresa Defumada e suspendeu a linha de produção desta até que saia o resultado da contraprova.”

Fonte: veja.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta