Anvisa proíbe tintura para cabelo e óleo de Argan

Por falsificação, a Anvisa proibiu 4 lotes de tintura Color Premium Creme Colorante Smart Extreme. Também foi proibida a venda do óleo Argan Oil, da Jhor’s

Nesta segunda-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda de quatro lotes de tintura para cabelo Color Premium Creme Colorante Smart Extreme, da empresa Coferly Cosmética Ltda. De acordo com a resolução, publicada no Diário Oficial da União, a medida foi tomada após a confirmação de fraude dos produtos em questão.

Segundo informações da Anvisa, a Coferly Cosmética Ltda, fabricante da tintura Color Premium Creme Colorante Smart Extremeidentificou quatro lotes do produto com características divergentes das que constam na embalagem original, o que configura falsificação.

Os lotes que tiveram a apreensão determinada pela Anvisa foram:

M2909 Validade: 03/19 Tonalidade 5.0 Castanho claro
G2235 Validade: 12/19 Tonalidade CSV22 Corretor violeta
M1460 Validade: 11/19 Tonalidade S55.62 Castanho claro vermelho irisado smart especial
K1612 Validade: 12/19 Tonalidade CS.A11

Procurada, a Coferly Cosmética Ltda ainda não havia se pronunciado até o fechamento dessa matéria.

Óleo de Argan

Além das tinturas para cabelo, A Anvisa determinou a proibição de todos os lotes do produto Argan Oil, da marca Jhor’s. Segundo a resolução, o produto fabricado pela empresa Antonia Lóide Palmiero Martins era comercializado sem registro sanitário e deve ser recolhido do mercado.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário