Aparelho explode durante cirurgia e causa queimaduras em bebê em hospital de BH

‘Nós achamos que o prédio estava caindo’, contou avó da criança; Hospital da Baleia diz que perícia não encontrou falha no equipamento e que presta solidariedade à família.

Um aparelho explodiu e um bebê de 1 ano sofreu queimaduras no rosto durante cirurgia no Hospital da Baleia, na Região Leste de Belo Horizonte. Avó da criança, Rosemary de Andrade Martins contou que a menina estava na unidade para a retirada de um cisto perto do olho. O incidente aconteceu dia 10, e a garota foi transferida para o Hospital João XXIII, onde chegou a ficar no Centro de Tratamento Intensivo (CTI).

A família procurou a polícia e, conforme registrado no boletim de ocorrência, um representante do Hospital da Baleia alegou que durante o procedimento foi usado um equipamento chamado “cautério elétrico” e que ocorreu uma explosão e início de incêndio. O representante informou que será instaurada uma sindicância interna para apurar o ocorrido. Em nota encaminhada ao G1 nesta quinta-feira (16), o hospital informou que uma perícia não encontrou falhas no equipamento e que as causas ainda estão sendo investigadas (leia a nota abaixo).

“Nós achamos que o prédio estava caindo. O terceiro andar chegou a balançar. O prédio balançou”, contou Rosemary ao G1 nesta quinta-feira (16). Segundo Rosemary, a neta estava na enfermaria do Hospital João XXIII nesta manhã.

Queimaduras

A avó da bebê contou que a neta teve queimaduras de primeiro, segundo e terceiro graus nos olhos e nas vias aéreas. A criança completou um ano no último dia 3 de agosto.

“Minha neta foi sobrevivente dessa explosão. Essa menina é um milagre”, disse Rosemary.

No Hospital João XXIII, de acordo com o boletim de ocorrência, os policiais foram informados pela mãe da criança que ela teve 5% do corpo queimado, no rosto, no ombro e no olho direito. Além disso, a responsável pela garota disse que o estado de saúde é estável e que a filha estava entubada.

O que diz o Hospital da Baleia

Em nota, o hospital informou que a menina “passou por um procedimento de retirada de um cisto (verruga) na região da pálpebra. Durante a cauterização, houve um incidente que veio a provocar queimaduras na face e no dorso da paciente. Uma perícia técnica realizada no dia do fato não constatou falhas no equipamento utilizado, que está com manutenção em dia. As causas ainda estão sob investigação”.

A assessoria informou, ainda, que suas equipes atuaram prontamente a fim de estabilizar a paciente e dar os primeiros atendimentos. Após a estabilização e a comunicação à família, a garota foi para o João XXIII, referência em queimados, junto com profisionais do Baleia. A nota diz ainda que sua equipe acompanha pessoalmente a melhora do estado de saúde da criança, que presta solidariedade à família e está dando esclarecimentos aos órgãos competentes.

Fonte: g1

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário