Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Apesar da poluição e desleixo, Petropólis ainda é uma excelente opção de turismo

0

Cidade carioca tem cenários deslumbrantes, gastronomia de primeiro mundo e muita história para contar

Petrópolis é uma ilha de tranquilidade no revolto mar de violência que faz parte do cotidiano dos cariocas. Situada a pouco mais de 64 quilômetros de distância do Rio, a estrada já oferece visual que nos remete a paisagens que vão trazendo tranquilidade. Se você estiver vindo da direção de Juiz de Fora (MG) – por onde fomos -, vale uma parada no Castelo de Itaipava, para conhecer, almoçar e se estiver nos planos, agendar seu casamento, já que o local oferece pacotes completos com preços variados a partir de R$ 45 mil e o limite é seu bolso. Mais adiante dou mais detalhes. Vamos seguir para Petrópolis.

Vista da janela do Petrópolis Inn por painelpolitico

À primeira impressão logo na chegada não é das melhores. Antes de chegar a região do chamado “centro histórico”, ruas estreitas, trânsito intenso e falta de placas com informações mais precisas, deixam o visitante meio perdido, mas nada que o Google Maps não resolva. A primeira dica, reserve seu hotel antes de ir, normalmente eles estão cheios. A cidade oferece diversas opções, que vão de hostels a hotéis grandiosos. Vamos dar duas boas opções, a primeira é mais para família, trata-se do hotel Vila Bavária, na região de Nogueira, que oferece diversas atrações e restaurante próprio. O hotel é um pouco distante do centro histórico. Estava lotado e fomos buscar outra opção.

Petrópolis Inn é uma das melhores estadias da cidade. Bem localizado, fica no chamado circuito gastronômico de Valparaíso. Recém-reformado, com equipe atenciosa e quartos amplos e praticamente todo de vidro, oferece um visual único das montanhas que cercam a cidade. De fato, uma das melhores experiências em hospedagem da região. Essa é nossa segunda dica.

A noite de Petrópolis oferece todos os tipos de opções, de barzinhos bem legais a restaurantes de primeira categoria. Um dos melhores, sem dúvida alguma é o Trattoria S’a Carola, na rua Gonçalves Dias, 414. A equipe que atende é educada e o melhor, apresenta excelentes dicas de harmonização dos pratos com a carta de vinhos, que é pequena, porém completa. Os pratos são um show à parte, feitos com produtos naturais, muitos deles da própria horta do restaurante. Sem dúvida alguma, uma das melhores pedidas de Petrópolis.

A região de Valparaíso oferece diversas outras opções, como pizzas, culinária oriental e lanches gourmet. Informe-se nos hotéis ou aventure-se. Por lá você pode caminhar despreocupado pelas ruas, que estão sempre movimentadas e seguras.

Pontos turísticos

Durante o dia você deve aproveitar para conhecer a história de Petrópolis, através de seus casarões. E isso pode ser feito à pé ou de charrete (R$ 80 para até quatro pessoas). O percurso, que passa pelos principais pontos históricos da cidade dura cerca de 30 minutos.

Petrópolis tem locais lindos, como o Palácio de Cristal, que como o nome diz, é todo de vidro e fica situado na avenida Alfredo Pachá, bem no coração da cidade. Lamentavelmente os vidros estão sujos e os lustres enegrecidos pela poeira e fuligem dos escapamentos.

Aliás, a poluição provocada pelos carros incomoda, e muito, quem está andando pela cidade, sem contar que estraga paredes e adereços dos prédios históricos. Outro local que você não pode deixar de visitar é a catedral da cidade.

Também vale uma parada no Museu de Cera de Petrópolis (entrada R$ 40 inteira por pessoa) e claro, o Museu Imperial.

Vale a visita ao Museu de Cera de Petrópolis

O clima em Petrópolis é agradável, e não fosse pela poluição e desleixo das autoridades com os pontos históricos, seria uma viagem fantástica. A prefeitura precisa adotar providências em relação ao cuidado com os pontos históricos e quem sabe estudar reduzir o tráfego na região central da cidade, como já é feito em diversas cidades na Europa. Aliás, esse problema não acontece apenas em Petrópolis, Tiradentes, Ouro Preto, Pirenópolis e outras sofrem do mesmo mal, a preguiça que o brasileiro tem de caminhar e a falta de controle das autoridades em relação ao trânsito em locais históricos.

De qualquer forma, vale a visita. É um passeio diferente e uma região pouco explorada por quem vive em outros estados do Brasil.

Vai casar? Faça isso em um castelo de verdade

 

Construído em 1920 pelo Barão J. Smith de Vasconcellos, o Castelo de Itaipava é famoso por ser uma reprodução de castelo renascentista, projetado pelo arquiteto Lúcio Costa  (o mesmo que projetou Brasília) e seu amigo Fernando Valentim, que fazem dele o único castelo em estilo medieval com um toque normando clássico das Américas.

A construção do Castelo de Itaipava foi realizada por 20 famílias trazidas da Europa que utilizaram material totalmente europeu: de Portugal vieram os blocos de pedras que foram talhadas por artesãos portugueses. Da França o telhado de ardósia; da Itália, o mármore de Carraca, que compõe o piso de vários salões, inclusive a famosa Sala do Mosaico. As portas e janelas são do mais puro jacarandá, com ferragens inglesas; os vitrais são austríacos e finalizando os principais detalhes, cada porta dos quartos de seus filhos tinha seus nomes gravados em ouro. Esta construção levou em torno de 5 anos (1915 a 1920) para ser concluída e o resultado ficou espetacular.

O castelo oferece espaço para eventos com até 1 mil pessoas e atualmente também funciona um hotel, com 22 suítes, com diárias a partir de R$ 750. Fica situado no KM 56 da BR 040, em Itaipava, ao lado de Petrópolis, conta com área kids e aceita animais de estimação. Saiba mais no site do castelo ou pelos telefones (24) 2223.9292; (24) 2222 0900 ou pelo Whatsapp dos consultores (21) 99839-0101.

* As referências ao Castelo de Itaipava foram feitas espontaneamente.

** As referências aos hotéis e restaurantes citados na matéria também foram feitas espontaneamente, sem qualquer tipo de acordo com proprietários e/ou representantes.

Comentários
Carregando