Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Após 16 anos, Bernardinho deixa comando da seleção masculina de vôlei

0

Foram 28 títulos relevantes, com direito a três Mundiais, duas Copas do Mundo e duas Olimpíadas – a última delas no ano passado, em solo brasileiro, no Rio de Janeiro.

Chegou ao fim a ‘era Bernardinho’ na seleção brasileira de vôlei. Depois de quase 16 anos a frente do comando do time, o treinador anunciou nesta quarta-feira que deixará a equipe. O motivo principal foi a pressão da família, que pedia que ele tivesse mais tempo para descansar – Bernadinho também comanda o Rio de Janeiro na Superliga feminina, o que o faz trabalhar quase que todos os meses do ano.

Seu substituto será Renan dal Zotto, que, assim como Bernardinho, foi membro da geração que conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles.

O período de Bernardinho – que seguirá como uma espécie de consultor da seleção masculina – na seleção foi simplesmente incrível. Após pegar uma seleção desacreditada, que havia caído na Olimpíada de 2000 ainda nas quartas de final para a Argentina, Bernardinho construiu uma das maiores hegemonias da história do esporte.

Foram 28 títulos relevantes, com direito a três Mundiais, duas Copas do Mundo e duas Olimpíadas – a última delas no ano passado, em solo brasileiro, no Rio de Janeiro.

Fonte: espn.uol

 

 

Comentários
Carregando