Após briga, irmão de Ivete Sangalo vende cosméticos e diz não sentir falta dela

Empresário revela mágoa da cantora e diz que relações foram cortadas desde que foi acusado de desviar dinheiro da empresa

Muito se especulou sobre a saída de Jesus Sangalo da Caco de Telha, empresa de entretenimento da cantora Ivete Sangalo, em 2011. O empresário e irmão da artista teria sido demitido após problemas financeiros e trabalhistas. Jesus deixou o comando da empresa em meio a rumores de desvio de dinheiro.

Após anos sem tocar no assunto, o empresário quebrou o silêncio e falou sobre o rompimento com a cantora. Em entrevista ao “Câmera Record”, que vai ao ar nesta quinta-feira (30), às 22h30, ele se defendeu das acusações. “Se qualquer pessoa entrar na web, vai encontrar que eu dei um desfalque de alguns milhões reais na empresa que eu era o presidente. E eu não dei”, desabafou. “Isto me prejudicou absurdamente. Não só profissionalmente, como psicologicamente. Foi terrível pra mim. Terrível!”.

Jesus ainda revela mágoa de Ivete por ela não tê-lo defendido diante da denúncia de fraude. “Existe um poder no microfone que é muito legal para sanar e acabar com dúvidas. Talvez este poder não tenha sido usado.”

Eles cortaram relações desde que a briga se tornou pública e hoje ele sobrevive vendendo cosméticos. “Eu não estava me afastando de qualquer um. Eu estava me afastando da maior estrela do país, que ajudei a chegar onde estava.” Apesar de ter perdido o status de empresário todo-poderoso da irmã, parece que o assunto é página virada. Ao ser questionado se sente falta da irmã, ele responde sem titubear: “Não”.

News Reporter
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta