Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Após movimentação popular, governo “decide” manter escola em funcionamento

0

A batalha travada pelos pais de alunos para evitar o fechamento da escola estadual de ensino fundamental Jorge Teixeira, em Cerejeiras, parece ter surtido os primeiros efeitos. No final da semana passada, um anúncio pré-oficial, feito por autoridades locais, mas com a chancela do governo estadual, afirmou o cancelamento da decisão de encerrar as atividades docentes da instituição no município.

A decisão de fechar a escola Jorge Teixeira foi divulgada no início deste ano repentinamente pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), sem aviso prévio até mesmo aos servidores da instituição. A justificativa principal é a falta de alunos. A escola encerrou o ano letivo de 2014 com cerca de 160 estudantes e, segundo o que foi divulgado por autoridades estaduais da Educação na época, com essa quantidade não valeria a pena o funcionamento da escola.

O anúncio de encerramento das atividades docentes da instituição desencadeou uma séria de reações da comunidade no entorno da escola, principalmente de pais de alunos. Numa reunião com vereadores de Cerejeiras, a questão ganhou escala e chegou aos ouvidos administrativos do governo estadual.

Os vereadores Valmir Maciel (DEM), Edmar Lopes (PDT), Valcir Rech (DEM) e Antônio Augusto Corrêa (PMDB), e o prefeito Airton Gomes (PP) abraçaram a causa da escola e, entre reuniões na própria instituição e viagem a Porto Velho, conseguiram algum avanço na semana passada.

Na luta pelo não fechamento da escola, até o deputado estadual vilhenense Luizinho Goebel (PV) foi acionado para se aliar à causa.
Segundo informações, o fechamento da escola está encerrado. “Não vai fechar mais. A escola será passada ao município e os alunos da Jorge Teixeira poderão continuar estudando nela”, diz o vereador Augusto, por telefone.

Entretanto, é possível que ainda demore um pouco de tempo para os alunos, que já tinham sido transferidos para outras escolas, retornarem à instituição. É que a Jorge Teixeira vai passar por uma reforme para, só então, ser repassada ao município.

Ainda de acordo com informações não oficiais, falta apenas uma ultima etapa para que o cancelamento do fechamento da escola seja de fato real. “Falta o governo estadual publicar a decisão no Dário Oficial”, disse o vereador Augusto na sexta-feira passada. “Mas acredito que isso não será um problema”, diz.

Fonte: FolhadoSul

Comentários
Carregando