Apple pagará US$ 38 bilhões em impostos aos EUA

Empresa decidiu repatriar lucros obtidos no exterior

A Apple anunciou nesta quarta-feira (17) que pagará ao fisco dos Estado Unidos cerca US$ 38 bilhões só em impostos para repatriar os lucros obtidos no estrangeiro.

Presidida por Tim Cook, a empresa vai aproveitar a diminuição fiscal prevista na reforma tributária que Trump promulgou em dezembro de 2017 para repatriar os mais de US$ 252 bilhões em lucros globais que se encontram fora do país.

A empresa declarou que ainda contribuirá ”diretamente para a economia norte-americana”, com um plano de investimento de US$ 350 bilhões para os próximos cinco anos, e que irá criar cerca de 20 mil novos postos de trabalho.

A Apple recebeu várias críticas por causa das suas práticas tributárias abusivas em todo o mundo. Até o momento, a empresa diz que pagará o maior valor de impostos da história.

Com o novo regime imposto por Trump, os lucros que estão alocados no exterior vão ser coniserados automaticamente como repatriados e terão um imposto de 8% a 15,5%, contra os 21% da tarifa normal. Boa parte dos lucros da Apple estão no exterior, em países como a Irlanda, onde o regime fiscal é mais favorável.

 

Com informações da Ansa.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta