Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Aprenda a utilizar alguns benefícios que você já paga e nem sabe

0
A melhor forma de ganhar dinheiro é parando de perder. Consertar o fogão, chamar um chaveiro à noite ou contratar um seguro-viagem para as férias são gastos imprevistos que corroem aos poucos o orçamento.

Muita gente esquece, mas tem direito à prestação gratuita desses serviços, já incluída em outros produtos pelos quais paga regularmente — seguros, planos de celular e TV a cabo e cartões de crédito. Um exemplo é o seguro-viagem, obrigatório para quem viaja para qualquer país da União Europeia.

Ele custa em torno de 500 reais para uma família de quatro pessoas durante uma semana no exterior. Embora muita gente pague sem questionar, o seguro-viagem é concedido gratuitamente por algumas operadoras a quem compra a passagem aérea com o cartão de crédito. Como 76% dos brasileiros usam esse meio de pagamento, há muita gente gastando à toa.

O mesmo vale para o conserto de eletrodomésticos. A maioria das empresas de seguro residencial, automotivo ou até seguro-fiança — cobrado de quem aluga um imóvel sem fiador — cobre o custo desses reparos. Relembre outros serviços gratuitos a que tem direito e saiba como usufruir de benefícios pelos quais você já está pagando.

Chaveiro, eletricista e encanador

Como funciona? Os serviços precisam ser agendados e solicitados via seguradora.

Quem tem direito? Clientes de fiança de aluguel e seguros residencial e automotivo.

Vale a pena usar? Sim, porque esses serviços já estão incluídos em despesas que são obrigatórias.

 

Seguro-viagem

Como funciona? Depois de realizar a compra de passagens aéreas com cartões de crédito, basta solicitar o seguro à operadora.

Quem tem direito? Clientes de cartões de crédito internacionais ou platinum.

Vale a pena usar? Sim, porque, com o benefício, cada passageiro poderá deixar de gastar cerca de 200 reais. Uma baita economia.

Assistente pessoal

Como funciona? O serviço de concierge ajuda a resolver pequenos problemas, como comprar ingressos para um show, reservar hotéis ou restaurantes, fazer compras em supermercado pela internet ou a cotação de preços de passagens aéreas.

Quem tem direito? Compradores de carros de alguns fabricantes e clientes de certos cartões de crédito e planos pós-pagos de celular.

Vale a pena usar? Depende. Se o seu cartão de crédito não prevê o benefício, não vale a pena elevar a anuidade para cerca de 300 reais ou contratar um plano de telefonia mais caro.

Reparos em eletrodomésticos

Como funciona? O funcionário terceirizado pela seguradora comparece no dia e no horário agendados pelo cliente e cobra apenas o valor adicional das peças que precisam ser substituídas.

Quem tem direito? Clientes de seguro residencial.

Vale a pena usar? Sim, porque o benefício já está incluído e permite economizar com serviços que custam de 100 a 200 reais.

Desconto no estacionamento

Como funciona? O proprietário do veículo recebe de 10% a 50% de desconto no estacionamento de algumas redes.

Quem tem direito? Clientes de alguns seguros de carro. Basta verificar no site da seguradora quais são as redes de estacionamento credenciadas.

Vale a pena usar? Sim, porque já está incluído, sem a cobrança de taxas extras.

Desconto no táxi

Como funciona? Alguns aplicativos de pedido de táxi, como 99Taxis e EasyTaxi, fizeram acordos com operadoras de cartão de crédito para oferecer descontos.

Quem tem direito? Os clientes que fizerem o pagamento da corrida por meio desses aplicativos – e não diretamente ao taxista – usando o cartão.

Vale a pena usar? Sim, o desconto pode chegar a 30 reais.

Comentários
Carregando