Arranha-céu do Irã desaba após incêndio; 30 bombeiros morrem

Equipes de salvamento estão nos escombros.

O arranha-céu mais antigo do Irã, o Plasco, desabou após um incêndio, no início desta quinta (19). Segundo a NBC, pelo menos 25 pessoas foram resgatadas com ferimentos.

De acordo com à IRNA, agência local, cerca de 30 membros das equipes de salvamento morreram nos escombros. Usuários do Twitter postaram vídeos do momento da queda.

O arranha-céu foi construído pelo judeu iraniano Habib Elghanian, em 1960. Na época, era o mais alto do país. Em 1979 ele foi perseguido e executado logo após a Revolução Islâmica.

News Reporter
Muryllo F. Bastos é advogado, editor do site e Painel Político. Natural de Vilhena.

Deixe uma resposta