Assaltantes de carro-forte morrem em confronto com a polícia no Maranhão

Assaltantes de carro-forte morrem em confronto com a polícia no Maranhão

Cinco homens fortemente armados se preparavam para agir em Grajaú.
Três morreram em confronto com as polícias Civil e Militar; dois fugiram.

Três homens suspeitos de participarem de quadrilha especializada em roubo a carro-forte morreram, no começo da tarde desta quinta-feira (16), em uma ação das polícias Militar e Civil do Maranhão na cidade de Grajaú, a 557 quilômetros da capital.

A quadrilha foi identificada após investigação da inteligência das forças policiais que durou uma semana e descobriu um plano de ação contra um carro forte na região de Sítio Novo. O veículo viria da cidade de Imperatriz, abasteceria em Grajaú e na volta seria o ataque.

“Nós conseguimos localizar o esconderijo da quadrilha, localizado na zona rural, em Grajaú, e, nesta quinta-feira (16) foi deflagrada essa ação integrada. No local tinham cinco bandidos fortemente armados, houve intensa troca de tiros e três deles morreram em confronto. Dois conseguiram se evadir do local” afirmou o delegado da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), Thiago Bardal.

No local foram apreendidos dois carros, sendo um blindado; três fuzis, cinco pistolas, explosivos e uma metralhadora calibre .50 capaz de derrubar aeronaves e ultrapassar a blindagem de carros-fortes. Todo o material foi apresentado na delegacia de Grajaú.

Quadrilha estava com armas de grosso calibre, além de explosivos e veículo blindado (Foto: Divulgação / SEIC)

Quadrilha estava com armas de grosso calibre, além de explosivos e veículo blindado (Foto: Divulgação / SEIC)

Armas, explosivos, veículos e os corpos serão trazidos para a capital para serem submetidos a pericia. Um dos veículos foi roubado na cidade de Porto Franco na quarta-feira (15), enquanto o outro carro é proveniente de Pernambuco.

Quadrilha interestadual

Um dos suspeitos mortos na ação desta quinta-feira foi identificado como Rodrigo Bezerra Lima Nunes, o Nego da Usina, de 32 anos. Segundo a polícia, Rodrigo seria integrante de uma quadrilha especializada em roubo a carros-fortes, uma conexão do Maranhão com Goiás.

Em 2014, roubaram mais de R$ 1 milhão de veículo da Cefor que seguia de Imperatriz para Grajaú. Na época, Rodrigo e outro comparsa foram presos, mas meses depois foram libertados pelo então diretor da Casa de Detenção (Cadet) do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, Cláudio Barcelos após pagamento de propina.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Por favor, dê um like em nossa página no Facebook
Placeholder
Anterior «
Próximo »

Deixe uma resposta

Direto de Brasília

Associado da Liga de Defesa da Internet