Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Associação de Magistrados divulga nota de apoio a juiz

0

A Associação dos Magistrados de Rondônia – AMERON – divulgou nesta quarta-feira uma nota pública de apoio ao juiz Arlen José Silva e Souza, da 1ª Vara de Delitos de Toxicos. Uma suposta namorada do magistrado foi acusada, por um dos presos na Operação Apocalipse, de ter pedido R$ 400 mil de propina, em troca da concessão de um habeas corpus. A acusação foi feita durante depoimento na central de polícia no final do mês passado. Uma outra acusada na operação, comandada pela secretaria de Defesa, pediu suspeição do magistrado, alegando que o mesmo teria “relações de amizade com o governador Confúcio Moura”. O magistrado afirmou, durante a análise do pedido de suspeição, que ele próprio solicitou ao Tribunal de Justiça a abertura de processo investigatório. Veja a nota da AMERON:

A Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia – AMERON, considerando o teor das matérias publicadas em relação ao magistrado Arlen José Silva e Souza, vem a público manifestar indignação com a tentativa leviana de denegrir a imagem de magistrado probo e que sempre pautou de maneira irrepreensível e imparcial no seu dever de julgar.

No estágio de amadurecimento da sociedade brasileira, preocupa, sobremaneira, a conduta de determinados réus ao proferiem acusações infundadas, com o nitido propósito de evitar a legitima atuação jurisdicional de magistrados. 

A Ameron reitera que quando um magistrado decide questão judicial ele o faz à vista de provas dos autos, de forma fundamentada, segundo sua livre convicção, no uso de seus deveres e prerrogativas garantidas constitucionalmente, o que ocorreu na espécie.

                              Porto Velho, 19 de março de 2014.

Comentários
Carregando