fbpx
Ataque a adversário não rende voto, diz Datapopular

Pesquisa do Datapopular mostra que 73% dos entrevistados acreditam que “um político que fala mal de um adversário” age assim porque “não tem proposta”.

Pega mal adotar a chamada “campanha negativa”, aquela que ressalta apenas os eventuais erros e defeitos do oponente. Para 71%, o político que age assim “só está interessado em ganhar a eleição”.

Apenas um segmento menor endossa esse comportamento. Para 21%, o político estaria “interessado em alertar a população”. Na visão de 18%, “em melhorar a vida das pessoas”.

Segundo o Datapopular, 86% dos entrevistados afirmaram que já insultaram ou falaram mal dos políticos. No entanto, apenas 22% admitem simpatizar com o candidato que ataca o oponente.

Em resumo, quem disputa eleição deve ter cuidado ao atacar, constatou o Datapopular. A pesquisa ouviu 2.016 pessoas em 53 cidades na última semana de junho.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta