Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Ataques injustos a Rondônia – Professor Nazareno

0

Só não entendo por que as Olimpíadas foram realizadas no Rio de Janeiro e não aqui

Estou muito indignado e gostaria de denunciar ao Brasil e ao mundo toda minha insatisfação e repúdio àquelas pessoas que falam mal de Rondônia. A atriz Susana Vieira da Rede Globo, por exemplo, teria falado mal do nosso Estado e de sua capital Porto Velho em uma recente entrevista em Curitiba no Paraná. Um acinte. Um absurdo. Um desrespeito. “O Norte e o Nordeste talvez não saibam o que está se passando aqui” disse ela, referindo-se à Operação Lava Jato.

Chamou-nos, portanto, de analfabetos políticos. Anteriormente, a competente e renomada atriz global, teria dito que parte da família dela “mora no mato”. Esse mato a que ela se refere claro que é Porto Velho, a nossa querida e amada cidade. Não nasci aqui, mas “sou rondoniense de coração” e não admito que pessoas, famosas ou não, falem mal desta cidade e deste querido Estado.

Temos que tomar providências urgentemente para que não vire moda falar mal da nossa terra. Em 2009, a repórter Eliane Brum da Revista Época ousou falar asneiras sobre a nossa estimada capital. Ela escreveu uma matéria dizendo que os preços dos aluguéis em Porto Velho eram mais elevados do que em São Paulo. Sim, a nossa capital é muito mais importante para o mundo do que a capital dos paulistas. Disse que o nosso sistema de saúde era precário e que a rede escolar era deficiente. Tudo inveja da jornalista.

Hoje tudo está diferente. A saúde, depois dos últimos governos, melhorou bastante e é exemplo para o mundo inteiro. A educação de Rondônia, nem se fala. É um primor de tanta eficiência e qualidade. Falou também que nossas ruas eram esburacadas e que o saneamento básico era inexistente. Ah! Se esta jornalista viesse hoje aqui…

Naquele tempo a realidade era bem diferente dos dias atuais. Porto Velho é agora uma cidade bonita sem lama ou poeira. E fria. Depois de Roberto Sobrinho, de Mauro Nazif e das hidrelétricas somos melhores até do que Curitiba, que a atriz Susana Vieira elogiou tanto. Não sei por que. É uma injustiça falar mal da “terra de Rondon”. Em 2011 Rafinha Bastos disse que o nosso povo era feio. Existe povo mais bonito do que os rondonienses? Outra atriz global, Angélica, disse que a simpática cidade de Ariquemes ficava “no fim do mundo à esquerda”. Que horror! Até o cantor João Bosco da dupla João Bosco e Vinícius teria dito, segundo o Jornal Extra de Rondônia, que nós deste lugar “devíamos nos orgulhar de receber um show deles, porque é muito longe para vir neste fim de mundo.” Depois ele negou tudo. É muita injustiça conosco, mano!

Este ano de 2016 foi a vez de a cantora Alcione implicar com Rondônia. Ela reclamou do nosso clima de Alpes suíços. Deixou um show pela metade por que segundo ela não estava aguentando o calor daqui. Porto Velho e Rondônia são lugares maravilhosos, logo não entendo o porquê de tanta reclamação. Não temos políticos ladrões, não existem obras inacabadas em cidade nenhuma deste Estado, a TV Rondônia não exibe programas gravados, nossos médicos e professores são os melhores que há e aqui só existe progresso e desenvolvimento.

Eu não trocaria a capital de Roraima por lugar nenhum deste mundo. Só não entendo por que as Olimpíadas foram realizadas no Rio de Janeiro e não aqui. Devíamos boicotar todos aqueles que injustamente se referem a nós com tanta maldade e mentiras. Será que as revistas Veja e Época, a Rede Globo e o resto da mídia sensacionalista do Sul já ouviram falar em um São João fora de época?

*É Professor em Porto Velho.

Comentários
Carregando