Audiência de médica que negou socorro para bebê é marcada para 2018

A primeira audiência de instrução e julgamento da médica Haydee Marques da Silva foi marcada para março de 2018. O caso aconteceu em junho deste ano, quando a médica se recusou a socorrer o menino Breno Rodrigues Duarte da Silva, de um ano e meio, que acabou morrendo (foto de Breno com os pais).

A médica é acusada de homicídio doloso, quando há intenção de matar. A audiência está marcada para 9 de março, e serão ouvidas testemunhas apresentadas pelo Ministério Pública e pela defesa da Haydee.

De acordo com o jornal O Dia, o juiz manteve também as medidas cautelares impostas contra a médica, entre elas comparecer todo mês em juízo para justificar atividades e não se ausentar da cidade sem autorização judicial. O descumprimento de qualquer uma das medidas pode acarretar na sua prisão preventiva.

O CASO

A médica Haydee Marques da Silva se recusou a atender e levar para o hospital o bebê Breno Rodrigues Duarte da Silva, que acabou morrendo por complicações em seu quadro clínico cerca de uma hora e meia depois da omissão de socorro.

Haydee argumentou que já tinha acabado o seu turno. Em depoimento, a médica disse que não tinha responsabilidade na morte de Breno por não ser pediatra. “Estou triste e muito abalada pela criança ter morrido, mas não estou arrependida porque não fiz nada de errado do código de conduta médica. Eu pedi outra unidade, com pediatra para atendê-lo. Não sou pediatra, não sou neurologista, pedi à outra unidade de ambulância para atender esta criança. Disseram que a unidade estava indo”, disse.

Fonte: noticiasaominuto

 

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta