fbpx
Áudios que circulam em Whatsapp levam pânico a população de Manaus

Supostas falas de PMs e “irmão que trabalha em jornal”, citam números absurdos

Brasília – Áudios compartilhados nas redes sociais e no WhatsApp estão assustando a população manauara sobre boatos a respeito da rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim(Compaj) ocorrida no último domingo(3).

O áudio mais compartilhado é de uma mulher informando que o irmão trabalha em um jornal e teria afirmado que, ao contrário do que foi divulgado oficialmente, seriam cerca de 200 mortos na rebelião, mais de 1 mil detentos foragidos do Compaj e desses fugitivos, 300 teriam sido mortos pela polícia.

Outro áudio, revela uma suposta conversa entre policiais militares confirmando que seria um número maior de vítimas do que o divulgado.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária(Seap), o Compaj tem capacidade para 459, e antes da rebelião haveriam 1200 internos.

Portanto, não seria possível essa quantidade de mortos e foragidos, o presídio teria ficado totalmente vazio.

Oficialmente, são 184 detentos foragidos do Compaj e Instituto Penal Antônio Trindade(Ipat), e 60 detentos mortos na rebelião

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta