Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Aumento do diesel impacta agronegócio em R$ 273 milhões

0

Produtores já calculam redução de custos, diminuindo margem para indústria de insumos e frete

No campo, os agricultores de Mato Grosso já pensam em reduzir as despesas na propriedade para não sofrer tanto com o aumento dos preços do diesel.

A alta dos combustíveis deve impactar nos custos do frete e, consequentemente, os custos de produção da soja e do milho. O aumento do óleo diesel deve causar um impacto de R$ 273 milhões ao agronegócio de Mato Grosso. Segundo levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), no transporte de insumos o impacto chega a R$ 36 milhões. No transporte dos grãos, o valor sobe para R$ 177 milhões. Dentro da porteira, o aumento para a produção de soja e milho passa de R$ 60 milhões.

Bernardo Marques de Oliveira, gerente de uma loja de fertilizantes, acredita que as vendas devem cair cerca de 5%. Segundo ele, o produtor vai cortar gastos. Jair Carafine, produtor de Nova Mutum, no norte do Estado, confirma e diz que vai reduzir as despesas na propriedade para não sofrer tanto com o aumento nos custos de produção.

O mesmo fará a produtora de soja e milho Roseli Giachini, que também pretende rever os gastos nas lavouras. Ela diz que ainda não fez as contas, mas sabe que o aumento vai impactar diretamente nas atividades do dia a dia da fazenda.

Os caminhoneiros que transportam grãos e fertilizantes também estão apreensivos com o aumento anunciado pelo governo federal. Eles reclamam que o frete, que já está baixo, não vai conseguir acompanhar o reajuste do diesel.

Canal Rural

Comentários
Carregando