fbpx
Banco repassa R$ 10 milhões de Adriana Ancelmo para conta da Justiça

Cerca de R$ 10 milhões bloqueados de contas de Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, foram depositados na conta da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, por determinação do juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba. No mês de junho, Moro absolveu a ex-primeira-dama, mas determinou que os valores bloqueados em contas da Lava-Jato fossem repassados para a conta judicial.

Pelo fato do dinheiro estar em um fundo de investimento no Itaú Unibanco, cujo vencimento era no último dia 19 de julho, a medida foi efetiva apenas na última sexta. Caso os valores fossem sacados antes do prazo de resgate, haveria prejuízo. Com isso, Moro determinou que o repasse de valores para a Justiça Federal do Rio fosse feita em 21 de julho, a última sexta-feira.

Os R$ 10 milhões do fundo se somarão agora a cerca de R$ 1 milhão já depositados na conta judicial da Justiça Federal do Paraná. Os valores permanecem com a justiça até o trânsito em julgado das sentenças.

Moro lembrou na sentença em que absolveu Adriana que ela ainda responde a acusações de corrupção e lavagem na Justiça do Rio, onde pode ser condenada. Se Adriana Ancelmo for absolvida, o dinheiro é devolvido para ela. Se for condenada, os valores retornam aos cofres públicos.

Fonte: jb.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta