fbpx
Barcos serão usados em ações de fiscalização de fronteira
Com o objetivo de melhorar e ampliar as ações educativas, de fiscalização e controle sanitário, a Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) adquiriu na última semana 10 barcos com carretas semirreboque. O Equipamento atenderá a demanda das agências regionais, principalmente nas áreas de fronteira.

Delimitando 73% dos 1.444 quilômetros de extensão de fronteiras entre o Estado de Rondônia e a Republica da Bolívia, as bacias do Rio Guaporé e Mamoré são por vezes a única via de transporte de animais, seus produtos e subprodutos.

De acordo com a resolução XX de 21 de maio de 2003, da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), Rondônia é um Estado livre de febre aftosa e os esforços envidados pela agência vem no sentido de manter as normas e padrões estabelecidos, evitando o transporte ilegal e garantindo a sanidade em pontos estratégicos principalmente nas áreas fronteiriças.

Segundo Wagner Pereira da Silva, gerente administrativo e financeiro da Idaron, o recurso para aquisição destes equipamentos é oriundo de um convênio celebrado entre a Agência e o Ministério da Agricultura (MAPA), no valor de R$ 243 mil, sendo que este é um saldo remanescente.

“O processo foi licitado pela Supel através de pregão eletrônico, o número do Empenho é 2014NE00566 e nota fiscal 558. A Idaron já havia adquirido 10 motores de polpa de 40 HP, para não devolvermos o saldo após a aplicação foi optado pela aquisição dos barcos”, relata o gerente.

Os barcos em alumínio soldado com 6 metros de comprimento são equipados com kit de direção completo, incluindo luz de navegação, iluminação interna, bateria de 60 ampères e tanque para 50 litros.

Eles serão acompanhados de carretas semirreboque compatível com engate automático e instalação elétrica completa, emplacada com número de chassi marcado devidamente inscrito no RENAVAM e garantia mínima de um ano.

Fonte: RONDONIAGORA

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta