Batata pode aumentar o risco de elevar a pressão arterial

Um estudo do Brigham and Women’s Hospital, nos Estados Unidos, revela que o consumo de batata pode estar relacionado com um aumento do risco de elevação da pressão arterial.

Em causa está o consumo de até seis vezes por semana deste tubérculo, anteriormente associado a uma redução da pressão sanguínea nas pessoas com excesso de peso.

Depois de analisarem 187.453 pessoas ao longo de 25 anos, os investigadores notaram que a pressão arterial era 11% maior nas pessoas que comiam quatro a seis vezes por semana quando comparadas com as que comiam apenas uma vez por mês.

Nas versões cozidas, fritas, assadas ou em forma de purê, as batatas também aumentaram o risco de pressão arterial elevada em 17% nas pessoas que consomem este alimento mais de seis vezes por semana.

E é mesmo a batata em si que mais prejudica, uma vez que o acréscimo de sal e/ou de gordura em nada interferiu com os resultados.

Publicado no BJM e citado pelo The New York Times, o estudo teve em conta as avaliações alimentares feitas a cada dois anos aos participantes e ainda o estilo de vida que tinha, tendo contado para a percentagem o hábito de fumar, a prática de exercício físico e ainda o índice de massa corporal (IMC).

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta