Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Beto Baba e Fernando da Gata conseguem HC

0
dagata2
Fernando da Gata

Presos há mais de oito meses, Alberto Siqueira e Fernando Braga Serrão devem ser liberados nas próximas horas após obterem um habeas corpus no Tribunal de Justiça de Rondônia.. Eles foram acusados pela Polícia Civil de Rondônia de associação ao narcotráfico, financiamento ilegal de campanha eleitoral e estelionato, entre outros crimes. Eles foram presos na chamada “Operação Apocalipse” deflagrada pela Polícia Civil, que investigava uma suposta quadrilha que atuava, entre outros crimes, com o tráfico de drogas. Apesar das acusações, a polícia nunca conseguiu comprovar essa acusação, mesmo assim eles foram mantidos presos.

Conhecidos como “Beto Baba” e “Fernando da Gata”, os dois afirmaram, quando foram presos, que financiaram a campanha eleitoral do governador Confúcio Moura. Eles foram ouvidos no Ministério Público sobre o caso.

Na primeira parte da operação foram presos 63 pessoas, entre elas, três vereadores de Porto Velho. Outros dois também foram indiciados. Todos foram absolvidos pela Câmara Municipal. Na segunda parte da operação, que aconteceu em 21 de agosto do ano passado, foi presa mais uma pessoa acusada de crime de peculato. Ela foi liberada dias depois.

Também foram envolvidos na operação, cinco deputados estaduais, acusados de envolvimento com Beto e Fernando. O deputado Adriano Boiadeiro foi suspenso pela Assembleia por ter, lotado em seu gabinete, Alberto Siqueira. O deputado Cláudio Carvalho foi suspenso por dois meses acusado de contratar a esposa de Fernando, que estava morando em Natal (RN). Também foram envolvidos no caso os deputados Jean Oliveira, Ana da 8 e Hermínio Coelho, este último teve seu filho preso erroneamente, em uma ação ainda não explicada pela Polícia Civil.

betoÚltimos presos

Beto Baba e Fernando da Gata são os últimos presos da Operação Apocalipse, e chegaram a ser ouvidos na semana passada pela justiça em Rondônia. Após desacatar o juiz, Fernando da Gata recebeu voz de prisão novamente, e encaminhado ao presídio. A operação gerou uma enorme quantidade de gravações telefônicas, documentos e até o momento, a única prova obtida de fato pela polícia foi a fraude bancária, já que ambos foram acusados de uma série de operações fraudulentas contra o sistema bancário. Os bancos negam esse prejuízo e afirmaram que se trata apenas de “dívidas bancárias”.

 

 

 

Confúcio é o “chefe da quadrilha”

confucio2

Quando desembarcou em Porto Velho, transferido após ter sido preso em Natal (RN), Fernando da Gata afirmou que “o chefe da quadrilha é o governador”, referindo-se a Confúcio Moura. Fernando alega ter financiado parte da campanha de Confúcio ao governo:

 

 
)

Comentários
Carregando