fbpx
Bigsal: Monomotor decolou com visibilidade normal e chuva fraca

As causas do acidente com o monomotor PP-LIG na manhã desta segunda-feira ainda serão analisadas pelo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronauticos (Seripa 5), órgão ligado a Força Aeronáutica Brasileira (FAB). Mas segundo a Central de Meteorologia do Grupo RBS, às 5h20min a região próxima a Ilha do Campeche, local onde foram encontrados destroços da aeronave, tinha uma visibilidade normal e com uma chuva fraca.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]— A atmosfera estava instável devido a ventos em altitude que traziam umidade do Norte do Brasil em direção ao Estado. As nuvens que estavam na região provocavam chuva na área onde o avião caiu, mas, no geral, de intensidade fraca a moderada — explica o meteorologista Leandro Puchalski.

A comunicação social da Infraero também afirmou que no momento do acidente, as condições do tempo não impediam a decolagem de aviões ou monomotores, tanto que nenhum voo foi cancelado ou adiado durante a manhã no Aeroporto Internacional Hercílio Luz.

Segundo as informações das estações meteorológicas, a temperatura estava em 23ºC com pressão de 1014hpa em terra. Os ventos eram de 13km/h, mas devido a altitude do monomotor no momento do acidente, que era de aproximadamente 125 pés, ele era relativamente maior.

O monomotor TBM 900 levava o empresário Robson Guimarães e o piloto Marlon Neves de Florianópolis até Ji-Paraná, em Rondônia. A aeronave, que tem dez modelos em voo no país, caiu três minutos depois de decolar do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, às 5h20min.

As buscas pelos dois desaparecidos segue com quatro militares da Marinha e 12 bombeiros do Grupo de Busca e Salvamento (GBS). A ação é concentrada em uma área de 50m² onde pode-se ver uma mancha de combustível, próximo a Ilha do Campeche, na parte Sul da cidade.

As informações são do Diário Catarinense

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta