Música

Bob Dylan é o Prêmio Nobel de Literatura de 2016

Bob Dylan é o Prêmio Nobel de Literatura de 2016

Cantor foi anunciado como ganhador do prêmio nesta quinta-feira (13), o Prêmio Nobel de Literatura 2016 é de R$ 2,9 milhões

O cantor e compositor americano Bob Dylan, de 75 anos, foi anunciado como o vencedor do Prêmio Nobel de Literatura 2016 nesta quinta-feira (13), por ter “criado novas formas de expressão poéticas no quadro da grande tradição da música americana”. O anúncio foi feito no salão da Bolsa da cidade de Estocolmo, na Suécia.

Além do Prêmio Nobel, Bob Dylan levará para casa 8 milhões de coroas suecas, algo em torno de R$ 2,9 milhões. Mais conhecido por suas músicas, o cantor lançou diversos livros ao longo da carreira, principalmente de poesia. A secretária-geral da Academia Sueca, Sara Danius, declarou que Dylan foi escolhido “por criar uma nova expressão poética na tradicional canção americana”.

“Como artista, foi altamente versátil e trabalhou como pintor, ator e autor de roteiros”, afirmou.

Nascido no estado de Minnesota, neto de imigrantes judeus russos, aos 10 anos Dylan escreveu seus primeiros poemas e, ainda adolescente, aprendeu piano e guitarra. Começou cantando em grupos de rock, imitando Little Richard e Buddy Holly, mas quando foi para a Universidade de Minnesota em 1959, voltou-se para a folk music, impressionado com a obra musical do lendário cantor folk Woody Guthrie, a quem foi visitar em Nova York em 1961.

Carreira

Dylan compôs clássicos como “Blowin’ in the wind”, “Subterranean homesick blues”, “Mr. tambourine man” e “Like a rolling stone”. O primeiro disco do cantor, “Bob Dylan”, foi lançado em 1962. Entre trabalhos de inéditas, coletâneas e registros de shows, foram registrados oficialmente 69 álbuns. O mais recente é “Fallen Angles”, de 2016.

O primeiro livro escrito por Dylan foi a coletânea de poesias experimentais “Tarantula”, de 1971. Em 1973, o cantor escreveu “Writings and Drawings”, com textos e ilustrações. Ele também é autor do best-seller autobiográfico “Chronicles : Volume One”, lançado em 2004. O O projeto inicial previa que a autobiografia teria ainda outras duas continuações, que ainda não chegaram a ser editadas.

No Brasil, os títulos traduzidos foram “Tarântula”, publicado em 1986 pela editora Brasiliense; “Crônicas – Vol.1”, publicado em 2005 pela Planeta; “Forever young”, publicado em 2009 pela Martins Fontes; e “O homem deu nome a todos os bichos”, publicado em 2012 pela Nossa Cultura.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Next article Com alta fidelidade na base, Temer tenta acelerar pauta
Previous article Why I have Changed My Mind About This Manchester United Star

Related posts

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Você pode ser o primeiro a comentar esta postagem postar comentário!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta